“CSI: Jesus de Nazaré”, a crucificação vista por um legista

O legista José Cabreras descreveu as lesões sofridas por Jesus de Nazaré desde o momento de sua prisão até sua morte na cruz, analisando a documentação da época e as imagens do Santo Sudário, e recolheu suas conclusões no livro “CSI: Jesus de Nazaré. O crime mais injusto”.

O Santo Sudário

Cabreras assegurou que escolheu para seu livro, publicado pela Neverland Edições, esse título chamativo, que inclusive é o nome de uma famosa série de TV americana, “para que o público se aproxime da descoberta da figura de Jesus” e saiba como foi sua morte desde um triplo enfoque: legista, criminológico e judicial. Em inglês a sigla CSI significa “Crime Scene Investigation”, em português: Investigação da cena do crime, na qual os personagens são legistas e agentes da lei que conduzem suas investigações segundo os rastros deixados nos lugares do crime e nas evidências nos corpos das vítimas.

Papa Francisco alenta a meditar na Semana Santa sobre quem somos diante de Jesus que sofre

Em sua homilia da missa de Domingo de Ramos, o Papa Francisco exortou os fiéis a meditar sobre a paixão de Jesus durante a Semana Santa, perguntando-nos “quem sou eu, diante de Jesus que sofre?”.

Papa Francisco
Na Missa de hoje, com a qual se inicia a Semana Santa, o Papa Francisco usou um báculo pastoral de madeira, trabalhado de um tronco de oliveira, doado por um grupo de detentos da Casa de Detenção de Sanremo.

Papa Francisco lavará os pés de deficientes físicos de diferentes idades, sexo, raça e religião

Este ano o Papa Francisco lavará os pés de doze deficientes físicos de diferentes idades, sexo, raça e religião, durante a missa da Ceia do Senhor da Quinta-Feira Santa que celebrará no Centro Santa Maria da Providência de Roma.

Papa Francisco: Missa de Lavas Pés

O diretor do centro, Salvatore Provenza, explicou ao grupo ACI que os pacientes têm entre 20 e 70 anos de idade e foram escolhidos “em função de suas deficiências, relacionadas em sua grande maioria com doenças degenerativas e problemas neuromotores”.

Papa Francisco reitera pedido de perdão por abusos e sustenta que a Igreja não dará um passo atrás em sua luta

Ao receber esta manhã a uma delegação do Escritório Internacional Católico da Infância (BICE), o Papa Francisco reiterou o pedido de perdão pelos abusos sexuais cometidos por alguns membros do clero e sustentou que “não vamos dar um passo atrás no que se refere ao tratamento destes problemas e as sanções que se devem impor”.

Papa Francisco

Em seu discurso aos membros da BICE, instituída depois da intervenção do Papa Pio XII em defesa das crianças ao fim da Segunda guerra mundial, o Santo Padre disse sobre o tema dos abusos sexuais que “me sinto interpelado a me encarregar de todo o mal que alguns sacerdotes - muitos, muitos em número, não em comparação com a totalidade -, de encarregar-me e pedir perdão pelo dano que causaram pelos abusos sexuais de crianças”.

O poder que Maria tem sobre nós

São Luís Maria ensina que a Virgem Maria tem grande poder sobre nós.

São Luís Maria Grignion de Montfort, no “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, ensina que a Santíssima Virgem Maria recebeu de Deus um grande poder sobre nós (cf. TVD 37-38). Nossa Senhora recebeu de Deus um grande poder sobre as nossas almas, as almas de todos os eleitos, e sobre os nossos corpos. Mas, para que ela exerça esse grande poder sobre nós, sobre nossos corpos e nossas almas, há uma condição fundamental.

O Rosário inspira o amor

Papa Leão XIII ensina que o Rosário da Virgem Maria inspira o amor, a caridade cristã.


Papa Leão XIII ensina que o Santo Rosário da Virgem Maria nos inspira a conformar as nossas vidas e os nossos costumes às normas e aos preceitos da santa fé da Igreja e favorece a vivência do amor, da caridade cristã. A Palavra de Deus nos recorda que a fé sem as obras é morta (cf. Tg 2, 20) porque a fé retira a sua vida da caridade, e a caridade se manifesta numa floração de obras santas. Por isso, nós certamente não tiraremos nenhum proveito da nossa fé para alcançar a eternidade, se esta fé não inspirar a nossa conduta. A este respeito, São Tiago nos pergunta: “Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé, quando não tem as obras? A fé seria capaz de salvá-lo?” (Tg 2, 14). Para que a nossa fé não seja estéril, mas se traduza em obras de amor, de caridade cristã, e nos conduza à salvação, o Rosário da Virgem Maria é um grande auxílio para nós.

Postagens Mais Lidas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Siga no Google+

Receba novidades no email!

Visualizações