Tire as suas dúvidas sobre jejum e abstinência


São frequentes as dúvidas sobre a diferença entre o jejum e a abstinência que a Igreja nos pede em algumas datas específicas.


Jejum

O jejum consiste no sacrifício de renunciar às refeições normais, limitando-as ao básico. Não é preciso ficar apenas no pão e água: pode-se fazer uma refeição principal (almoço ou jantar) e comer um pouco nas outras duas, desde que as duas juntas não equivalham a uma refeição completa. Esta é a sugestão mais recomendável, segundo a prudência, a quem não está acostumado a jejuar, pois um jejum mais radical pode ser prejudicial à saúde.


Abstinência

Consiste em não comer carne de animais de sangue quente, nem molhos ou sopas à base dessas carnes. Por isso é que o pescado é permitido em sua substituição.

Quando é obrigatório?

O fiel católico é obrigado ao jejum na Quarta-Feira de Cinzas e na Sexta-Feira Santa, apenas.

A abstinência também é obrigatória nessas duas datas, mas se estende a TODAS as sextas-feiras do ano, a não ser que elas coincidam com alguma solenidade.

As conferências episcopais, com autorização da Santa Sé, podem estabelecer comutações conforme as diversas realidades locais. No Brasil, é possível substituir a abstinência pela participação na Santa Missa ou pela realização de obras de caridade, ações piedosas e exercícios devocionais, como, por exemplo, a Via Crúcis ou o Santo Terço.

Nos dias em que se preceitua o jejum e/ou a abstinência, o horário a ser respeitado equivale ao dia completo, indo da meia-noite à meia-noite.

Para quem é obrigatório?

O jejum, para todos os fiéis entre 18 e 60 anos. A abstinência, para os fiéis a partir de 14 anos.

Devem-se levar em conta, é claro, as exceções determinadas por motivos sérios de saúde.
Mandamento da Igreja

O jejum e a abstinência compõem o quarto mandamento da Igreja. Esses mandamentos são cinco:

1 – Participar da Missa inteira aos domingos e festas de preceito, dias em que devemos abster-nos do trabalho.
2 – Confessar-se ao menos uma vez por ano.
3 – Comungar ao menos na Páscoa da Ressurreição.
4 – Jejuar e abster-se de carne conforme as determinações da Igreja.
5 – Ajudar a Igreja em suas necessidades.

via Aleteia

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA DE EVANGELIZAÇÃO:
EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários