A consagração e a renovação promessas do Batismo


Saiba a relação entre a consagração a Virgem Maria e as promessas batismais.


Segundo São Luís Maria Grignion de Montfort, em seu livro “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, a perfeita consagração a Jesus Cristo é uma perfeita e inteira consagração da alma à Nossa Senhora. Esta devoção consiste numa “perfeita renovação dos votos e promessas do Santo Batismo” (TVD 120). A importância da consagração a Virgem Maria está justamente no fato desta ser uma renovação das promessas batismais, que segundo Santo Agostinho é “o maior e mais indispensável dos votos” (TVD 127), no qual prometemos permanecer em Cristo.

Todo cristão, ao receber o sacramento do batismo, renuncia a Satanás, às suas pompas, às suas obras e assume Jesus Cristo como Senhor de sua vida. Nisto consiste também esta devoção: renuncia-se ao “demônio, ao mundo, ao pecado e a si mesmo (como está expresso na fórmula da consagração), dando-se inteiramente a Jesus Cristo pelas mãos de Maria” (TVD 126).

Nesta consagração se faz ainda mais, porque no batismo a entrega a Jesus Cristo é feita por intermediários, que são os pais e padrinhos. Mas, nesta escravidão de amor nos entregamos voluntariamente, com plena consciência daquilo que fazemos. Outra diferença é que no batismo não nos entregamos a Jesus Cristo pelas mãos de Maria, como acontece nesta Devoção. Além disso, no Batismo não damos a Jesus Cristo o valor das nossas boas obras, enquanto na consagração segundo São Luís entregamos tudo a Nosso Senhor pelas mãos de Maria, inclusive o valor de todas as nossas boas ações.

São Luís questiona: “Não é verdade que quase todos os cristãos quebram a fidelidade prometida a Jesus Cristo no seu batismo?” O ser humano se esquece facilmente, por isso, não é fiel às promessas e compromissos feitos no batismo. O concílio de Sens aconteceu em 1140 a fim de remediar as grandes desordens dos cristãos da época. Neste, percebe-se que: “a principal causa dessa corrupção de costumes provinha do esquecimento e da ignorância em que se vivia das promessas do Batismo” (TVD 128). Ao final, chegaram à conclusão de que o melhor meio para remediar este grande mal era levar os cristãos a renovar os votos e promessas do batismo.

São Luís Maria afirma que os concílios, os Padres da Igreja e a experiência mostram que a melhor maneira de levar os cristãos à fidelidade é lembrar a estes as obrigações do seu batismo e levá-los a renovar as promessas batismais. O Santo diz que a devoção e a consagração a Nosso Senhor por meio de sua Mãe Santíssima é a maneira mais perfeita de renovar as promessas e votos feitos no batismo.

Assim, a devoção e a consagração a Santíssima Virgem Maria, segundo o método do Tratado de São Luís, é a perfeita renovação das promessas batismais. Pois, não fazemos esta renovação confiando em nossas forças, mas nos entregando confiantes nas mãos de Nossa Senhora, para que ela nos leve a fidelidade a Nosso Senhor Jesus Cristo. Ela, que foi fiel até o fim, nos ensinará a renunciar ao pecado, ao mal, a Satanás e suas seduções e sermos também fiéis à vocação que o Senhor nos confiou.

via Canção Nova
FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA:
DOAR
EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários