São Judas Tadeu e Flamengo: como o santo se tornou padroeiro do clube?

imagem do São Judas Tadeu e Flamengo

No dia 28 de outubro se comemora mais um aniversário de São Judas Tadeu, padroeiro de muitas igrejas católicas pelo mundo afora. E ele é padroeiro do Flamengo. Mas o que esses dois personagens tem em comum? Você saberá agora na nossa reportagem, como esta relação foi construída.



São Judas Tadeu foi um dos doze apóstolos de Jesus e foi elevado a categoria de santo no catolicismo, devido a sua ajuda para as causas difíceis e impossíveis de serem realizadas.

COMO SURGIU ESSA RELAÇÃO COM O FLAMENGO ?

Agora com relação ao “mais querido”, a parceria entre o santo e o clube vem desde à época de 1950, onde o clube amargou uma “seca” de nove anos sem títulos e graças ao Padre Góes (pároco da igreja de São Judas) que foi rezar uma missa na Gávea na ocasião, a coisa mudou de figura para o rubro-negro.



Além da missa, o padre pediu para que os jogadores acendessem uma vela para o santo e que se fizessem isso, o Flamengo voltaria a ser campeão. E foi o que aconteceu em 1953 e ainda viria os títulos de 1954 e 1955, sendo desta forma tri-campeões estaduais. O caso gerou uma grande polêmica com o Flumi, mas o “pé quente” de Pe.Góes, junto com as intervenções divinas de São Judas Tadeu, fizeram o Mengão voltar a sorrir depois de muito tempo e o santo, acabou se tornando um dos mais populares da cidade do Rio de Janeiro.

Até hoje, todo ano, o elenco vai até a igreja do Cosme Velho (bairro da Zona Sul da cidade do Rio) ou então é rezado uma missa na Gávea com homenagem ao padroeiro do clube.

via Torcedores
FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA:

EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários