Quaresma: quarenta dias


Como muita coisa na bíblia e nas igrejas cristãs, os "40 dias" são repletos de significados simbólicos. 40 foras os dias em que Noé, no antigo testamento, esperou as águas do dilúvio abaixarem para começar assim um "novo tempo".


Ainda no antigo testamento, Elis esperou 40 dias em jejum enquanto Deus realizava milagres em sua vida. 40 dias, foi o tempo em que Jesus passou em jejum e oração, reservado no deserto, antes de iniciar seu ministério ou "vida pública"; 40 também foram os dias em que os apóstolos ficaram em comunhão com o mesmo Cristo após sua ressurreição, antes de expandirem a fundação da igreja católica. E por aí vai...


Na religião cristã, a quaresma já é o início da Páscoa (passagem), que se divide em preparação, celebração e prolongamento. Sendo a quaresma a preparação que começa na Quarta-Feira de cinzas (Quarta-Feira após o carnaval) e termina na Quinta-Feira Santa (Quinta-Feira antes do domingo de Páscoa). Com isso, faz-se e pede-se algumas penitências neste tempo, a mais comum é não comer carne, principalmente carne vermelha.

Mas, você que não é tão adepto a religiosidade, pode aproveitar o "embalo" da Quaresma e fazer um pedido, tendo como propósito uma coisa que deseja muito. O negócio é ficar neste tempo em propósito firme, desejando e buscando um objetivo, sendo assim sacrificado em algum motivo para esta conquista.

Ou seja, para "pagar" a penitência deste tempo, não precisa necessariamente ficar sem comer carne, mas pode abster-se de uma coisa que deseja muito, por exemplo, não comer lanche, ou então não tomar refrigerante, ou não vestir uma certa cor de roupas.

Fica o desafio, faça o pedido, faça a penitência, mas se esforce para não quebrá-la. Afinal de contas, como diz Santo Agostinho "Ore como se tudo dependesse de Deus. Trabalhe como se tudo dependesse de você". E boa Quaresma!

via Canção Nova

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA DE EVANGELIZAÇÃO:

EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários