10 de fevereiro: celebramos Santa Escolástica, virgem e irmã gêmea de São Bento


Os beneditinos asseguram que, enquanto eu irmão residia em Monte Cassino (Itália), ela se estabeleceu em Plombariola, fundando e governando um convento da mesma regra.



Entretanto, outras fontes dizem que também é provável que tenha vivido em uma ermida com uma ou duas mulheres religiosas na base de Monte Cassino, onde há uma antiga igreja que leva o seu nome.



Santa Escolástica nasceu por volta do ano 480, no município italiano de Núrsia, no seio de uma família nobre.

A história mais comum sobre a santa é que costumava rezar e compartilhar sobre a vida espiritual com seu irmão uma vez por ano, quando ia visitá-lo. Mas, como não era permitido entrar no mosteiro, ele saía ao seu encontro.

Sobre sua última visita, São Gregório faz uma notável descrição, na qual a santa, pressentindo que não voltaria a ver seu irmão, pediu-lhe que não partisse naquela noite, mas no dia seguinte, mas São Bento se sentiu incapaz de romper as regras de seu mosteiro.

Então, Santa Escolástica apelou a Deus com uma oração fervorosa, para que intervisse em sua ajuda e, imediatamente, se deu uma forte tempestade que impediu que seu irmão regressasse ao mosteiro.

Os dois santos passaram a noite falando sobre coisas santas e assuntos espirituais. Três dias depois, a santa morreu e seu irmão, que estava envolvido em oração, teve a visão da alma de sua irmã ascendendo ao céu em forma de pomba.

Santa Escolástica é a fundadora do ramo do monarquismo beneditino para mulheres.

É padroeira das monjas, das crianças que sofrem convulsões e de cidades como Le Mans, na França, ou Alcolea de Calatrava, na Espanha. Também é invocada frente às tempestades e chuvas. Sua festa é celebrada em 10 de fevereiro.

via ACI
FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA:

EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários