Novela da Record que ataca a Igreja Católica amarga baixa audiência


Baixa audiência de “Apocalipse” seria por ataques à Igreja Católica.


Cercada de grande expectativa desde o seu lançamento, a novela bíblica Apocalipse não está conseguindo repetir o sucesso de suas antecessoras. A trama de Vivian de Oliveira viu seus índices despencarem ao longo da segunda semana de exibição.


Na quarta-feira (29), chegou a registrar 8 pontos em diversos minutos em sua exibição, deixando-a em terceiro lugar no Ibope. O mesmo aconteceu na quinta (30) quando mostrou o nascimento do Anticristo, marcando 9.0 pontos de média. No mesmo horário, a Globo estava com com 31.2 e o SBT manteve a a vice-liderança com 10.9 pontos.

Segundo sites especializados como o TV em Foco, um dos motivos da baixa audiência seria as modificações no rumo da história, resultado das intervenções de bispos da Igreja Universal. O dono da Record é Edir Macedo, fundador da igreja e desafeto declarado dos católicos.



Os cortes na narrativa são visíveis e alguns atores importantes perderam espaço. Sérgio Marone, que interpreta o Anticristo, está narrando algumas sequências.



A Igreja da Sagrada Luz, que guarda similaridades notáveis com o catolicismo romano, está no centro do problema. Para muitos, o italiano Stefano Nicolazzi (interpretado por Flávio Galvão) estaria representando o papa. Na novela ele é o Sacerdote Mestre, líder da Sagrada Luz e o falso profeta mencionado no Livro de Apocalipse.


O TV em Foco diz que o ataque direto aos católicos “Além do fanatismo nada disfarçado, tem prejudicado a própria autora, Vivian de Oliveira”. O site garante que a pedido dos bispos da Universal, a emissora tem acrescentado passagens, falas e cenas que ela nunca escreveu. 

Via TV em Foco
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários

  1. Esses pastores hipócritas que São os anticristos, não respeitam as outras religiões...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário