História de Nossa Senhora das Graças


Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças é a invocação da mediação de Maria Santíssima sobre os cristãos. Os cristãos sempre compreenderam, desde o início da Igreja, que Maria era medianeira, isto é, intercessora entre Deus e a humanidade.



A instituição da festa a Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças
No ano de 1921 o Papa Bento XV, instituiu a festa de Nossa Senhora, Medianeira de Todas as Graças. É a confiança da Igreja na mediação de Maria Santíssima junto a seu Filho Jesus Cristo Redentor, para todas as pessoas que a ela recorrem. Por isso essa devoção se difundiu rapidamente por todo o mundo.

Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, a  origem da invocação

É da maternidade espiritual de Maria Santíssima que vem a sua mediação universal, como sempre quis Jesus, pois Maria esteve com Ele em todos os lugares. Desde o nascimento, passando por Caná da Galiléia, por todas as andanças de Jesus, até chegar em Jerusalém para o seu Calvário, no seu sepultamento, e principalmente em sua Ascenção, no cenáculo com os apóstolos, aconselhando e estando firme desde o início da Igreja.

História de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças

A Veneração a Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, Mãe de Jesus, vem dos tempos do início do Cristianismo, pelo fato de Maria ter feito sempre a Vontade do Pai e de sempre ter acompanhado seu Filho Jesus.  De estar sempre com os apóstolos, como disse o próprio Jesus a João Eis ai tua Mãe.
Portando essa devoção teve inicio no próprio evangelho. Maria, no princípio, colaborou com o plano de Deus para a humanidade, na Encarnação de Jesus e no final, em sua Redenção. Presente na hora da morte de Jesus, ela foi o sustento que os Apóstolos necessitavam. Se tornando a Medianeira, a Mãe de todas as horas, desde o início da Igreja no Cenáculo, quando todos receberam o Espírito Santo.



Devoção a Nossa Senhora de Todas as Graças
O Papa Leão XIII disse: Era designo de Deus, que após ter Maria, servido de intermediária no mistério da Redenção, continuasse igualmente a ser intermediária das graças que esse mistério faria correr em todos os tempos. A sua festa é celebrada no dia 31 de maio.

Milagre de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças

A devoção a Nossa Senhora Medianeira, teve início no rio Grande do Sul. Em 1928, foi levada para o Seminário São José, na cidade de Santa Maria, através de uma imagem recebida por Frei Inácio Valle, vinda da Bélgica.
Dois anos depois, na iminência de uma luta armada entre os policiais e o exército na cidade de Santa Maria, um grupo de romeiros foi até o seminário São José para rezar e pedir a mediação de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, para intervir no conflito e impedir a guerra.
O pedido foi atendido, a demanda foi resolvida sem confronto. A partir desse acontecimento, o povo passou a fazer uma romaria todos os anos ao Seminário de São José para agradecer o feito, e sempre pedir novas graças.


Oração a Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças

Agradeço-vos, meu Deus, o novo dia que para mim desponta.
Pelas mãos de Maria, Medianeira de todas as Graças, minha Mãe do Céu, aceitai as minhas alegrias e dores, minhas esperanças e desenganos, minhas folgas e meu trabalho, em remissão de meus pecados, para a felicidade do meu próximo e pelas almas do purgatório.
Fazei Senhor, que aumente em minha alma, o amor de Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a mim mesmo.
Faço a intenção de lucrar todas as Indulgências aplicadas a meus atos de piedade nesse dia, a fim de que a sinceridade e a bondade de meu coração, caracterizem todos os meus pensamentos, todas as minhas palavras e todas as minhas obras. Em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo. Amém. Nossa Senhora Medianeira de todas as Graças, Rogai por nós que recorremos a vós.

Via Cruz da Terra Santa
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários