Jesus Cristo nos deu a Virgem Maria



Depois de entregar-se inteiramente à vontade do Pai, Jesus Cristo nos deu a Virgem Maria por Mãe.
Deus amou o mundo até o extremo, por isso entregou seu Filho único a nós, para que por Ele tenhamos a vida eterna: “Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna” (Jo 3, 16). O amor do Pai por nós foi tão extremo que entregou Jesus Cristo, da mesma substância que Ele, para pagar pelos nossos pecados no madeiro da cruz. Deus Pai entregou quem mais amava, o Seu Filho Jesus Cristo, por amor de nós, para que pelo Espírito tenhamos vida e a tenhamos em abundância (cf. Jo 10, 10).
Cristo entregou toda a sua existência pelo gênero humano, aniquilando-se assumindo a nossa condição (cf. Fl 2, 7). Nos dias de sua vida pública entregou-se inteiramente ao ensino, à pregação aos discípulos. Chegando o fim de seus dias, Jesus entregou-se ao sofrimento por amor a nós. Ele sofreu a flagelação, foi açoitado e recebeu uma coroa de espinhos (cf. Jo 19, 1-2). Ele era o homem das dores, experimentado nos sofrimentos (cf. Is 53, 3).
Na cruz, Jesus não tinha mais o que nos dar, pois sua vida estava totalmente entregue à vontade do Pai. Até mesmo suas vestes foram tomadas pelos guardas que o crucificaram (cf Jo 19, 23). No auge de sua dor, Cristo entregou-nos a sua Mãe, a Virgem Maria (cf. Jo 19, 26), que é carne da Sua carne. Como o Pai nos amou e nos deu o Seu Filho muito amado (cf. Mc 9, 7), Jesus nos deu aquela que ele mais amava neste mundo. Do alto da cruz, num último esforço, Jesus nos entregou Maria por nossa Mãe: “Mulher, eis aí teu filho” (Jo 19, 26).
Depois das provas extremas do amor do Pai, que nos deu Jesus, e do Filho nos dar a Virgem Maria por mãe, como não acolher Jesus Cristo em nossas vidas? Como rejeitar a sua Mãe santíssima? O próprio Cristo, que na cruz entregou a sua Mãe a João, dirige a nós as mesmas palavras: “eis a tua Mãe!” (Jo 19, 27). Façamos como o Discípulo amado e levemos Nossa Senhora para a nossa casa, para a nossa vida. Como os apóstolos e discípulos, nos unamos em oração com a Mãe do Senhor (cf. At 1, 14), pois como em Pentecostes (cf. At 2, 1ss), Jesus que nos dar também o Espírito Santo.
Assim, não tenhamos medo de acolher Jesus Cristo e a Virgem Maria em nossas vidas. Pois, Nossa Senhora e Seu Filho querem nos levar ao Pai, para a pátria celeste e definitiva. A felicidade eterna é o que todo coração humano deseja. Esta felicidade eterna que Jesus quer nos dar é estar com Deus Pai, Filho e Espírito Santo, no Reino dos Céus, por toda a eternidade. Mas, para alcançar a salvação, esse Reino precisa acontecer em primeiro lugar em nós. Maria nos foi dada para que o Reino de Deus aconteça em nosso interior, seja gerado em nós pelo Espírito Santo. Jesus Cristo é esse Reino de amor que Nossa Senhora quer gerar em nós, por isso, nos entreguemos inteiramente a ela, sem reservas, para que em nós seja formada as feições do seu Filho Jesus Cristo.
Fonte: Canção Nova

LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: