Por que nós, fiéis, rendemos louvores Maria, principalmente em maio, o mês a ela dedicado?


O mês de maio é dedicado à Maria. E nós, como fiéis, a ela rendemos louvores. 

No Credo, oração que contempla as verdades da fé, professamos que Jesus foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu da Virgem Maria.

Para cumprir o plano, Deus quis que seu filho fosse concebido com a cooperação humana. Desta forma, se o pecado chegou até nós pela desobediência de Eva, a Salvação nos foi dada pelo sim de Maria, a escolhida de Deus para gerar Seu filho. Ao visitá-la para fazer o anúncio, o anjo Gabriel a saudou, proclamando-a “cheia de graça” (Lucas 1,28). Para se tornar verdadeiramente a mãe de Jesus, ela foi concebida sem o pecado original, como afirma o dogma proclamado pelo papa Pio IX em 1854:

“A beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua Conceição, por singular graça e privilégio de Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha do pecado original”. 

E sabendo que “para Deus nada é impossível”, Maria diz ao anjo: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lucas 1, 37-38).

A partir daí, Maria cumpriu com fidelidade sua missão. Isso não significou que foram dias livres de tribulações. A primeira atitude dela foi a de servir, se dirigindo até a casa de sua prima Isabel, que também estava grávida, para ajudá-la.

O nascimento de Jesus foi em uma estrebaria, já que não encontraram local onde passar a noite em Belém. Depois ainda teve que fugir para o Egito e salvar a vida do filho.

Quando Jesus tinha 12 anos, perdeu-se de seus pais e só foi encontrado três dias depois, no templo, entre os doutores da lei.

Na vida pública, Maria esteve ao lado de Jesus nas boda de Caná, e também aos pés da cruz. Ao vê-la ao lado de João, Jesus disse: “Mulher, eis aí teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Eis aí tua mãe” (João 19, 26-27).

A Bíblia não fala sobre sua morte, mas o 4º dogma de Nossa Senhora proclama que após sua morte, Maria foi levada ao céu em corpo e alma.

Do céu, ela continua intercedendo por nós, seus filhos.

Neste mês dedicado à Maria, o Papa pede a oração diária do terço. Desta forma, em todos os mistérios temos a oportunidade de rezar e meditar sobre a vida de Jesus e de Maria.

via Aleteia

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA:

EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários