São Judas Tadeu, o santo padroeiro do Flamengo

imagem de São Judas Tadeu e Flamengo

Nada de MSI e Corinthians, Unimed e Fluminense ou Crefisa e Palmeiras, que, em termos de longevidade, perdem feio. A maior ‘parceria’ é São Judas Tadeu e Flamengo, pelo menos nos relatos, que iniciou, com muitas vitórias, na década de 1950, época em que o urubu há um bom tempo não sabia o que era um título.




Reza a lenda que a ‘seca’ rubronegra foi interrompida graças a uma missa celebrada, na Gávea, pelo padre Góes, que ‘comandava’ a igreja de São Judas Tadeu – o santo das causas impossíveis.

Na ocasião, o religioso (que só podia ser flamenguista) pediu para que o elenco acendesse uma vela para o santo. Feito isso, nas palavras do padre, o time voltaria a ser campeão. A ‘intervenção divina’ parece ter funcionado, pois o Mengo voltou com tudo, conquistando três títulos estaduais consecutivos (1953, 1954 e 1955).



Isso foi mais que suficiente para fazer o santo cair nas graças da torcida e ser considerado, por ela, o padroeiro do clube, desde então. Aliás, a própria instituição o considera como tal, tendo, inclusive, informações a respeito em seu site oficial.

São Judas não tem seu nome gritado nas arquibancadas, mas a devoção do torcedor, quase fanática, é tão grande que todo dia 28 de outubro ele procura uma igreja para rezar. Para agradecer, quando o time está bem, e para implorar por uma melhora quando ele está mal. Além disso, tradicionalmente, na data comemorativa, é celebrada uma missa na Gávea para homenagear o padroeiro.

A fé que move essa montanha de torcedores, muitas vezes, não é compatível com o futebol apresentado pelo time. Porém, enquanto o devoto encher o Maraca e a igreja no Cosme Velho (no dia 28), o Flamengo continuará, ao menos, enchendo o torcedor de esperança.

Em 2018, não será diferente. É quase certeza que no domingo (28), mais uma vez, os torcedores pedirão a ‘intercessão’ do padroeiro para ajudar a salvar o ano do time, com a conquista do Brasileirão.

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA:

EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários