A oração que é capaz de por fim as dores de Maria


Desde a primeira revelação de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos, a Virgem enfatiza a importância de rezar o Santo Rosário. Esta prática é o colossal triunfo mariano a respeito da oração.


Por intermédio do Rosário, é possível salvar as almas condenadas ao Fogo do Inferno, alcançar a paz mundial e receber graças. “Foi ela que prometeu”.


Os pastorinhos o tinham como hábito; “rezavam todos os dias para que fossem concretizadas as Vossas promessas”. Temos de ser gratos à Nossa Senhora de Fátima, por recordar toda a humanidade á respeito da importância de rezar o Rosário.

Após suas revelações, a oração do terço teve um impacto imediato nos católicos, os quais adotaram sempre fazê-lo. Aqueles que não não praticaram, passaram a rezar, o que alegrou a Santíssima Virgem.

Acima de tudo, os pastorinhos rezavam por um motivo em especial: Reparar as dores de Maria e de Jesus e a conversão dos pecadores.

Entre os três, Francisco Marto, aspirava uma imensa vontade de ir ao Paraíso para confortar o Coração de Cristo.

Cinco meses se passaram após a primeira aparição de Fátima. Após isso, se tornou enorme o número de pessoas que praticavam o Santo Rosário, além disso, se preparavam para o milagre em que Ela prometeu operar para que acreditassem em suas revelações.

Antes de fazer fazer o astro “bailar” pelos céus, Fátima fizera uma última revelação ao qual somente Lúcia seria capaz de ver, após Nossa Senhora das Dores se revelar sem as espadas, ela relata:

“…O Divino Redentor também abençoou o povo.”

Lúcia ainda disse:

“Tendo Fátima desaparecido nessa luz que Ela mesma irradiava, avistei Nossa Senhora das Dores, mas sem a espada no peito…”

Para Lúcia, aquele foi o mais claro sinal de que as dores de Maria estarão para acabar, no entanto, a recitação do Santo Rosário é fundamental para isso.

A bênção de Cristo, após o Milagre do Sol, demonstrou ao público que presenciou este momento que o Santo Rosário traria não somente as graças de Nossa Senhoras, mas as de Jesus.

Portugal se tornou uma terra abençoada pois não era somente um única pessoa, ou dúzias que praticavam, mas, praticamente, toda a nação.

Por isso que “Em Portugal se conservará sempre o dogma da Fé”.

via Aleteia

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA MANTER ESSA OBRA DE EVANGELIZAÇÃO:

EVANGELIZE COMPARTILHANDO NAS REDES SOCIAIS:

Comentários