Providência? Menino brasileiro consegue 2ª bênção do Papa Francisco entre multidão


Seguranças do pontífice disseram não se lembrar de outra criança ter sido abençoada mais de uma vez; 'Ele sempre queria saber quem era o Papa de quem a gente tanto falava', conta o pai. 



A família do menino Felipe Mariano Kirihara, de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, uma das três crianças escolhidas pelo Papa Francisco para serem abençoadas em uma cerimônia no Vaticano em novembro de 2015, comemorou na quarta-feira (9) um novo encontro com o pontífice.



O fisioterapeuta Anderson Kirihara lembra que, na época, durante uma viagem pela Europa, aproveitou para acompanhar a bênção papal na Praça São Pedro quando foi surpreendido ao ter o filho, então com três meses, escolhido em meio à multidão de fiéis.

“Foi muito emocionante. E o Felipe sempre queria saber quem era esse Papa de quem a gente falava tanto. Hoje nosso filho teve a oportunidade de ser abençoado por ele de novo”, contou.

De acordo com ele, os seguranças que acompanham o Papa disseram que não se lembravam de outra criança ter sido abençoada mais de uma vez.



Em um vídeo feito pela mãe do menino, Francisco aparece circulando pela multidão e, pouco antes, para e toma chimarrão com alguns paraguaios. Em seguida, ele beija e abençoa Felipe, que estava nos braços do pai. 

“Assim que ele se aproximou eu disse que o Felipe tinha sido abençoado por ele há três anos. Ele respondeu: ‘Oh, que maravilha, reze por mim Felipe’. E, na sequência, ele se dirigiu a mim e perguntou se eu não estava com frio. Respondi que para ver o Papa nós brasileiros não sentíamos frio. Ele agradeceu e continuou”, detalhou.

Kirihara explicou que havia chegado uma hora antes com o filho e a esposa de uma viagem a Bangkok, onde a temperatura estava próxima dos 35ºC. Apesar de em Roma os termômetros estarem marcando 7ºC, para não perder a bênção, decidiu ir direto ao Vaticano como estava, de camiseta.

"Tivemos muita sorte. E dizem que o mesmo raio não cai duas vezes no mesmo lugar", brincou.


Em 2015, Felipe foi uma das três crianças escolhidas para serem abençoadas pelo pontífice em uma cerimônia no Vaticano.

via G1
COMPARTILHE

Comentários