Padre sertanejo é acusado de ofender idosos, funcionários e fazer cabaré na TV


Conhecido pelo jeito simpático, o padre Alessandro Campos, destaque da TV Aparecida, recebeu várias acusações de fãs e do público em geral. 



As declarações foram encaminhadas ao colunista Ricardo Feltrin, do UOL, que as divulgou nesta segunda-feira (17/12).



De acordo com o jornalista, telespectadores ficaram indignados após Alessandro fechar contrato com a RedeTV! para comandar um programa musical. “Ele não é um padre, mas um cantor sertanejo que está promovendo suas canções que não têm cunho religioso”, disse uma mulher a Feltrin.

Outro telespectador, que já havia comparecido a um programa de Alessando na TV Aparecida, explicou como a atração é guiada. “Deveria ser programa com músicas religiosas, respeito e seriedade, mas o que vemos são ofensas e brincadeiras bestas, idiotas que denigrem os idosos – no caso dele, chamados de velhos e velhas”, apontou.

Entre injúrias, o padre teria, certo dia, anunciado que “na plateia, às vezes, tem uma ou duas [mulheres] bonitas, o resto é tudo bagulho pra despacho”. Além disso, Alessandro seria responsável por vários casos de maus-tratos contra seus próprios funcionários.

Um fã de Alessandro revelou, ainda, ter pagado R$ 65 para ir ao programa, que foi cancelado. Outros reclamam dos produtos anunciados pelo religioso na atração. Os fãs que vão mais além se revoltam com as vestimentas da figura pública, acusando-o de trajar roupas apertadíssimas. “Ele é padre, mas apresenta na TV um cabaré”, queixou-se um fiel, segundo Feltrin.

À coluna do jornalista, Alessandro negou todas as acusações, afirmando nunca ter ofendido idosas e que suas declarações não passam de brincadeiras. Sobre os funcionários humilhados, o padre nega, e se surpreende com as queixas acerca de suas roupas.

Acusado também de ostentar nas redes sociais – exibindo relógios caros, automóveis luxuosos e joias -, o religioso afirma nunca ter feito “voto de pobreza”.

via Metrópoles
COMPARTILHE

Comentários

Unknown disse…
Infelizmente hoje as Coisas do Sagrado não são vistas e respeitadas como deveriam ser...Sou católica,porém a Igreja e todas as outras religiões viraram política e um meio de se ganhar status,fama e muiiito dinheiro nas custas de fiéis que bucam à Deus na fé e esperança de receberem curas, graças e milagres. E muitos falsos profetas os iludem com obtenções instantâneas, só que pra isso dependem é do " Faz-me rir" que terão de desembolsar.Vai da consiência e princípio de cada um infelizmente é uma realidade e uma tristeza vermos o nosso Santo Papa Francisco criticar e condenar esses feitos e Ele Ser um iluminado que vivencia e nos transmite através de suas obras,gestos simplicidade e ensinamentos o que próprio Jesus nos deixou e nos confiou para que vivessemos bem e de forma à agradá-lO... Portanto julgamos muito tudo e de forma que assumimos culpas e erros dos outros,sofremos com isso de bobeira,pois todo o nosso pensar,agir são sondados pelo Pai,e nossos feitos e delitos serão revistos perante a Deus,somente Eu e Ele!
ana rodrigues disse…
Deboche com idosas que carinhosamente levam presentes,como um bolo que ele disse que se morresse é por ter colocado veneno. E as chama de "véias".