Fim da Igreja Católica? Milhões de devotos percorrem ruas de Fortaleza para celebrar Nossa Senhora da Assunção


Em um percurso de cerca de 12 quilômetros, uma multidão de fiéis tomou as ruas de Fortaleza (CE) para celebrar sua padroeira, Nossa Senhora da Assunção, na quarta-feira, 15 de agosto, em uma tradicional caminhada.



A Caminhada com Maria, promovida pela Arquidiocese de Fortaleza chegou a sua 16ª edição neste ano, com o tema “Caminhamos com Maria, Mãe da Igreja”, e o lema "Mulher eis aí o teu Filho. Filho, eis aí a tua Mãe”.


Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), mais de um milhão de pessoas participaram da caminhada, que saiu do Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha, e seguiu até a Catedral Metropolitana, no Centro da capital cearense, onde a imagem da Virgem foi coroada.
Este evento já é tradicional na cidade e, em 2015, foi proclamado patrimônio cultural imaterial do Brasil. A Lei Nº 13.130, que estabeleceu este título ao evento, tem como objetivo, “reconhecer a importância da Caminhada com Maria, como forma de expressão do patrimônio histórico-cultural-religioso brasileiro”.
“O dia 15 de agosto tem uma significação muito especial para a comunidade católica da Arquidiocese de Fortaleza e agora podemos dizer do Estado (do Ceará), porque a festa já se tornou grande demais e já ultrapassou as fronteiras”, disse ao site ‘Diário do Nordeste’ o pároco da Catedral, Pe. Clairton Oliveira.
Segundo o sacerdote, a caminhada “é estar com Maria na consciência de que Ela ocupa um lugar destacado na vida do povo cristão, porque Ela, antes de conceber o Filho no seu ventre, concebeu a Palavra no seu coração”.
A caminhada teve início logo após a Missa das 12h no Santuário de Nossa Senhora da Assunção e o Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Tosi Marques, recordou aos fiéis que a Virgem “caminha conosco”.
“Estamos todos a caminho e é isto que nos quer lembrar há dezesseis anos esta nossa caminhada”, expressou o Prelado, assinalando que, “quem faz o caminho deve pegar a estrada sabendo para onde vai”.
“Seria loucura viajar sem direção e objetivo. Na celebração desta solenidade, a Igreja quer nos lembrar da estrada que Maria percorreu desde a anunciação do anjo. Foi um caminho de momentos gloriosos e outros de preocupação e desafios”, pontuou.
Nesse sentido, afirmou que “temos uma graça e uma missão: ser cooperadores na construção cidadã da cidade terrena na caminhada para a cidade celeste”.
“Maria elevada à glória do céu, Mãe da Igreja, nos acompanha com seu amor materno no seguimento de Jesus e na realização do Evangelho para que, atentos às coisas do alto, acenda-se em nossos corações o desejo de chegar à glória da ressurreição”, completou.
Durante todo o trajeto, os fiéis demonstram seu amor à Nossa Senhora por meio de cânticos e orações, enquanto muitos moradores enfeitaram suas casas, montando altares e estendendo flâmulas, para a passagem da Mãe de Deus. 
via ACI
COMPARTILHE


Comentários