Idoso sobreviveu a 7 infartos constrói capela móvel para agradecer milagres ao Divino Pai Eterno


A romaria à Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, é tarefa fixa na agenda do aposentado Joaquim Alves da Silva, de 88 anos. 


O idoso, que é conhecido como Duca, participa de todas as festas do Divino Pai Eterno desde os 14 anos, por influência da mãe. Em agradecimento aos milagres que diz ter recebido, construiu uma capela móvel.



O trajeto entre a cidade dele, Goianápolis, e Trindade é de 70 quilômetros. O romeiro conta que já se valeu dos mais variados meios de transporte para chegar à cidade – a pé, bicicleta, cavalo, carro de boi e pau de arara.

São 74 anos de festa. Não falhei um ano”, diz. “[É por] Gratidão ao Divino Pai Eterno, porque, uma pessoa que não agradece o bem, você pode fugir dela.”

Para melhorar a acomodação no período, o idoso construiu uma capelinha móvel dedicada ao Pai Eterno há seis anos. Ele conta que pediu “inteligência” para fazer ao menos uma carrocinha de quatro rodas para ir à festa.

Chegando em casa, seu Duca riscou um projeto em uma cartolina, e no outro ano a capelinha estava pronta. Foram necessários dez bois para puxá-la. No local, ele dormia e organizava a própria alimentação.

O idoso, que tem seis filhos, construiu também, para este ano, uma cozinha móvel. “Aqui a gente bota o fogão e o tambor d’água”, explicou à TV Anhanguera.


Milagres

Há 15 dias, quando já tinha deixado Goianápolis rumo a Trindade, seu Duca sofreu um infarto e precisou passar dois dias na UTI. Depois da alta médica, voltou para Trindade para celebrar o Pai Eterno.

Os outros seis episódios foram no ano passado.

“Seis infartos seguidos, e o velhinho não morreu. Tem dia quando eu lembro dos milagres que eu recebi, me dá uma emoção, um sufocamento. Eu falo ‘não, meu pai eterno, me cure’.”


Fiéis de todo o país

A Festa do Divino Pai Eterno, considerada a 2º maior do país no âmbito católico, começou no último dia 22 e termina neste domingo (1º). A expectativa é receber cerca de 2,5 milhões de devotos, mais de 20 vezes o total da população de Trindade. Eles chegam de praticamente todas as regiões do país para reforçar a fé e agradecer pelas graças alcançadas.

O principal acesso à Trindade por Goiânia é a GO-060, conhecida como Rodovia dos Romeiros. O trajeto de 18 km é feito a pé por milhares de fiéis, que caminham como forma de agradecimento por graças alcançadas.

Ao longo da via, 166 barracas foram instaladas para comerciantes. Os pontos foram sorteados pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop).

Exatamente na metade do trajeto, no KM 9,5, está localizado o Centro de Apoio ao Romeiro (CAR), administrado pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). A tenda ocupa um espaço de quase 2 mil metros e oferece lanches, bebidas quentes e frias, água e banheiros gratuitos para os romeiros.

Para atender aos fiéis, a Prefeitura de Trindade contratou 1 mil funcionários temporários, além de 200 voluntários, que vão atuar em áreas como limpeza, iluminação e acolhimento dos romeiros. Além disso, 300 banheiros químicos foram espalhados pela cidade.

via G1

COMPARTILHE

Comentários