Por que devemos rezar o Rosário de Nossa Senhora?

Saiba porque devemos rezar o Santo Rosário de Nossa Senhora segundo o pensamento do Papa Leão XIII.
Por que devemos rezar o Rosário de Nossa Senhora?O Sumo Pontífice Papa Leão XIII ensina, na Carta Encíclica Magnae Dei Matris sobre o Rosário de Nossa Senhora, que para aplacar a majestade de Deus ofendida pelos homens e para proporcionar o necessário remédio àqueles que tanto sofrem, certamente não há melhor meio do que a oração devota e perseverante, contanto que unida ao espírito e à prática da vida cristã. Para alcançarmos estes objetivos, o meio mais indicado é o “Rosário Mariano”. A sua poderosíssima eficácia do Rosário tem sido experimentada e exaltada desde a sua origem, com São Domingos de Gusmão, fundador da Ordem dos Dominicanos, no século XIII.
A seita dos Albigenses – aparentemente defensora da integridade da fé e dos costumes, mas, na realidade, perturbadora e péssima corruptora dela – era para muitos povos causa de grande ruína. A Igreja combateu contra os Albigenses e as suas infames facções, não com exércitos ou com armas, mas principalmente com a força do Santo Rosário, que o patriarca São Domingos propagou, por inspiração da própria Virgem Mãe de Deus. A Igreja, gloriosamente vitoriosa de todos os obstáculos, nessa e em outras tempestades semelhantes, proveu sempre com esplêndido êxito a salvação de seus filhos.

Considerando a realidade atual, na qual a Santa Igreja, e consequentemente seus fiéis, se vêm atacados de diversos modos, inclusive em sua doutrina, o que é penoso para a religião e perigosíssima para a sociedade, “é necessário que todos juntos – com piedade igual à dos nossos antepassados – roguemos e supliquemos a grande Mãe de Deus”, para que, conforme os votos comuns, possamos alegrar-nos por experimentar igual eficácia do seu Rosário. O Papa Leão XIII insistiu que rezássemos o Santo Rosário em vários escritos, inclusive dez Encíclicas sobre o Rosário de Nossa Senhora, porque ele acreditava na eficácia e do poder desta oração. O Santo Padre também insistiu para que rezássemos o Rosário porque esta foi a oração pela qual a Igreja alcançou grandes vitórias contra os inimigos de Deus.
Quando recorremos a Virgem Maria, recorremos à Mãe da misericórdia, Mãe de nosso Senhor e Redentor Jesus Cristo. Nossa Senhora está tão bem disposta para colaborar conosco, que em qualquer necessidade nossa, sobretudo nas espirituais, ela logo, espontaneamente, sem sequer ser invocada, vem em nosso socorro. Por isso, não deixemos de recorrer com confiança a ela, principalmente através do Santo Rosário. Não tenhamos medo de recorrer a Nossa Senhora, pois quando rezamos o Rosário meditamos os mistérios de Cristo. Pois, quando nos aproximamos da Virgem Mãe de Deus, também nos fazemos próximos do seu Filho Jesus Cristo.
Assim, nos confiemos a Virgem de Nazaré, que faz-nos participar do tesouro da graça divina, cuja plenitude ela, desde o princípio, recebeu de ser Mãe de Deus. Para que Maria pudesse tornar-se digna da superabundância de graça, é que Deus elevou a Virgem muito acima de todos os homens e de todos os Anjos, e a aproximou de Cristo, mais do que se aproxima qualquer outra criatura: “É coisa grande em qualquer santo o possuir tanta graça que baste para a salvação de muitos; mas, se ele a tivesse tanta que bastasse para a salvação de todos os homens do mundo, isto seria o máximo; e isto se verifica em Cristo e na bem-aventurada Virgem” (S. Tomás, op. VIII, Super Salutatione Angelica).

Comentários