Novela da Record que ataca a Igreja Católica amarga baixa audiência


Baixa audiência de “Apocalipse” seria por ataques à Igreja Católica.


Cercada de grande expectativa desde o seu lançamento, a novela bíblica Apocalipse não está conseguindo repetir o sucesso de suas antecessoras. A trama de Vivian de Oliveira viu seus índices despencarem ao longo da segunda semana de exibição.


Na quarta-feira (29), chegou a registrar 8 pontos em diversos minutos em sua exibição, deixando-a em terceiro lugar no Ibope. O mesmo aconteceu na quinta (30) quando mostrou o nascimento do Anticristo, marcando 9.0 pontos de média. No mesmo horário, a Globo estava com com 31.2 e o SBT manteve a a vice-liderança com 10.9 pontos.

Segundo sites especializados como o TV em Foco, um dos motivos da baixa audiência seria as modificações no rumo da história, resultado das intervenções de bispos da Igreja Universal. O dono da Record é Edir Macedo, fundador da igreja e desafeto declarado dos católicos.



Os cortes na narrativa são visíveis e alguns atores importantes perderam espaço. Sérgio Marone, que interpreta o Anticristo, está narrando algumas sequências.



A Igreja da Sagrada Luz, que guarda similaridades notáveis com o catolicismo romano, está no centro do problema. Para muitos, o italiano Stefano Nicolazzi (interpretado por Flávio Galvão) estaria representando o papa. Na novela ele é o Sacerdote Mestre, líder da Sagrada Luz e o falso profeta mencionado no Livro de Apocalipse.


O TV em Foco diz que o ataque direto aos católicos “Além do fanatismo nada disfarçado, tem prejudicado a própria autora, Vivian de Oliveira”. O site garante que a pedido dos bispos da Universal, a emissora tem acrescentado passagens, falas e cenas que ela nunca escreveu. 

Via TV em Foco
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários

Esses pastores hipócritas que São os anticristos, não respeitam as outras religiões...