Médicos tentarem impedir a sua gravidez 'quase nula', mas quando dá a luz o milagre acontece


Imagine só: seu sonho é ser mãe, mas quando você descobre que está grávida, um médico vem e lhe diz que a chance de seu bebê sobreviver é quase nula?



Isso aconteceu com Samantha Weng. Quando ela e seu marido foram ao hospital em um exame de rotina, sua gravidez estava na sétima semana e o casal estava animado para a chegada do tão sonhado bebê.
Até o médico dar a notícia que a mãe tinha uma gravidez ectópica, em que o embrião se desenvolve fora do útero. As chances de vida para o feto são quase nulas e os médicos são aconselhados, por esta razão, a realizar um aborto.


O casal se viu em meio a um pesadelo e decidiram esperar umas semanas para assimilar tudo aquilo, afinal, e se houvesse uma chance? Uma semana depois, voltaram ao hospital para realizar um novo ultrassom. Nele, o médico viu outra coisa: eles teriam gêmeos!
Samantha e seu marido ficaram aliviados pelo novo resultado, mas decidiram mudar de médico. Poucas semanas depois, eles voltaram ao hospital para verificação de rotina novamente. E lá se vem outra notícia que ninguém esperava: a gestação, na verdade, era de três bebês!


Para ter certeza de tudo, o médico decidiu fazer um novo ultrassom. Adivinha? Ele acabou vendo mais um feto, ou seja, quatro bebês! Nesse momento, a preocupação tomou conta de Samantha e tudo piorou quando os médicos aconselharam o casal a reduzir o número de fetos, pois não concordavam com a moça arriscar sua vida tão jovem.
Médicos removeriam a placenta que tinha dois fetos no ventre de Samantha e isto forneceria aos outros dois bebês, localizados em diferentes placentas, mais espaço para se desenvolver. A moça não achou justo com seus filhos que seriam abortados enquanto daria aos outros a oportunidade de viver.



Sua decisão foi tomada: manteria a gravidez. O nervosismo fez parte de cada segundo da gestação que levava quatro fetos em três placentas diferentes obrigando Samantha a permanecer no hospital durante um mês.
Após 26 semanas de gravidez, era hora de dar à luz! Em 21 de outubro de 2010, as quadrigêmeas nasceram por cesariana e receberam os nomes de Audrey, Emma, Natalie e Isabelle.


Quando viu os quatro rostinhos, Samantha já viu que tudo valeu a pena e tudo que ainda viria a acontecer também valeria. Cuidar de um filho já é difícil, então imagine de quatro de uma vez! Foi necessário no início mais de 40 fraldas por dia e a nova mamãe nem dormia, pois tinha que amamentar as bebês a noite toda.



Todo mundo pensa que essas são fases normais para pais de recém-nascidos, mas com quatro deles, as dificuldades se quadruplicam!

As meninas nasceram pequenas demais para a sua idade e isso deu origem ao que é conhecido como "apnéia do sono", que é nada mais, nada menos do que problemas para dormir, comer, respirar e ouvir. Isso porque as bebês nasceram muito prematuras.


Mas a família seguiu as instruções de médicos e tentou ajudar as meninas da melhor forma possível. E quer saber? Tudo deu certo! Atualmente, elas já cresceram bastante e seu dia a dia é compartilhado pelo Facebook. Elas estão lindas, não é? Com amor, tudo vale a pena!

RECOMENDAMOS TAMBÉM:
1) Mãe publica texto emocionante: “Por que não vou jamais deixar minha bebê chorando”
2) Seu pai rezou o terço todos os dias para que o Estado Islâmico a libertasse e sua prece foi atendida
3) Mulher sofre acidente de carro e entra em coma, mas ninguém imaginava que uma atitude de seu filho poderia salvá-la
Via Newsner
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários

LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: