Quase todos os patrocinadores foram perdidos após novela da Record atacar Igreja Católica

Saiba quais eram e qual sobrou

A telenovela “Apocalipse” estreou no Brasil no dia 21 de novembro de 2017 prometendo repercussão e altos índices de audiência. Focada em atacar a Igreja Católica e vinculá-la ao anticristo, a trama foi perdendo telespectadores capítulo após capítulo – e agora perde também patrocínios.



A emissora que a produz é a TV Record, de propriedade de Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus. Essa entidade está sendo investigada em Portugal devido a gravíssimas acusações de tráfico internacional de crianças – uma notícia que tem sido abafada pela mídia brasileira, apesar do seu enorme impacto em terras portuguesas. 

Quem são (ou foram) os maiores patrocinadores de “Apocalipse

De acordo com o site O TV Foco, a novela começou sob o patrocínio de quatro grandes marcas:
  • Protex (Colgate-Palmolive)
  • Elseve (L’Óreal)
  • Seara
  • Caixa Econômica Federal
Observe-se que a Caixa Econômica Federal é uma empresa pública brasileira.
A propósito dessas marcas e do tipo de conteúdo que estão ou estiveram patrocinando, o leitor católico tem sido incentivado por diversas campanhas nas redes sociais a tomar as decisões que julgar adequadas perante a sua consciência, já que, ao gastar dinheiro com elas, estaria ajudando a financiar as causas que elas apoiam.
Sempre de acordo com o TV Foco, apenas a marca Protex permanece como patrocinadora de “Apocalipse” neste início de 2018, quando a audiência da telenovela está entre as piores da emissora de Edir Macedo.

Audiência ladeira abaixo

“Apocalipse” tem perdido a guerra da audiência para as tramas infantis do SBT e até mesmo para reprises de novelas antigas da própria Record.
Segundo os números medidos pelo Painel Nacional de Televisão (PNT) entre 18 e 24 de dezembro, por exemplo, a reprise de “Ribeirão do Tempo” conseguiu 7 pontos de média e 25% de participação no total de televisores ligados durante aquele horário, enquanto “Apocalipse” marcou 6 pontos de média e 13% de participação. Esta média é a mesma das reprises de “Os Dez Mandamentos” e “Bicho do Mato“, que, no entanto, derrotaram a novela inédita por terem conseguido 15% e 20% de participação, respectivamente.

Via Aleteia
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Comentários

LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: