Círio de Nossa Senhora de Nazaré em Belém levam mais 2 milhões de devotos as ruas


A maior procissão do Brasil e uma das maiores do mundo aconteceu no domingo, 8 de outubro, no Círio de Nazaré, em Belém, reunindo mais de 2 milhões de devotos pelas ruas da capital paraense, no percurso que sai da catedral da Sé com destino à Praça Santuário de Nazaré.



Neste ano, em sua 225ª edição, o Círio de Nazaré teve como tema “Maria, Estrela da Evangelização” e durou cerca de cinco horas em um percurso de 3,6 km.
Durante o trajeto, os milhares de fiéis expressaram sua fé de diferentes formas. Muitos se aglomeraram para conseguir um lugar junto à corda de 600kg e 400m, feita de sisal. Outros levaram objetos que representam o motivo pelo qual pedem a intercessão da Virgem ou agradecem por graças alcançadas. Há ainda aqueles seguiram de joelhos, em um grande esforço físico que foi acompanhado por voluntários que prestam auxílio.


Entretanto, independente de como acompanham o Círio, todos têm em comum a fé e devoção na Rainha da Amazônia, como é conhecida Nossa Senhora de Nazaré.


Entre os milhares de fiéis, estava o professor universitário Diogo Miranda, que contou ao Portal Amazônia sobre a emoção de participar da festa, “não só pelo momento cultural, que é reunir a família, receber parentes em casa, pelo convívio”, mas sim “pela ligação que a fé nos proporciona”.
“Esse ano de maneira muito especial, foi um ano de muitas provações e muitas graças: desemprego e novos trabalhos, doenças e tratamentos. O que para muitos poderia ser acaso, para mim e para minha família é uma oportunidade de olhar para as coisas e, à luz da fé, enxergar que Deus, por meio de Nossa Senhora de Nazaré, nos concede graça, para lutar contra as dificuldades e celebrar as vitórias”, expressou o devoto.


O Círio de Nazaré, que sempre acontece no segundo domingo de outubro, teve início com a alvorada. Às 5h, o Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, presidiu a Santa Missa na Catedral, concelebrada pelos Bispos Auxiliares Dom Irineu Roman e Dom Antônio Dias, além de outros bispos da região.


O trajeto passou pela Praça do Relógio, Av. Portugal, Boulevard Castilhos França, Av. Presidente Vargas e Av. Nazaré até a Praça Santuário. Pelo caminho, houve momentos em que os devotos realizaram chuvas de papel picado, pétalas de rosas e muitas outras homenagens.
Via ACI
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários