INTOLERÂNCIA: Profanam igreja católica dedicada a Santo Estêvão


O Patriarcado Latino de Jerusalém condenou a profanação perpetrada por um grupo de desconhecidos contra a Igreja de Santo Estêvão, localizada dentro do mosteiro de Beit Jimal, a oeste da cidade de Jerusalém, em Israel.




Através de um comunicado, informaram que, na noite desta quarta-feira, 20 de setembro, os vândalos arrombaram as portas para entrar no templo e destruíram uma imagem da Virgem Maria. Também quebraram os vitrais que representavam diversos momentos da vida de Jesus, alguns púlpitos e cadeiras.



Depois de visitar o templo na manhã da última quinta-feira, Dom Giacinto Boulos Marcuzzo, Vigário do Patriarcado de Israel e Bispo Auxiliar de Jerusalém, afirmou que “este não é apenas um ato de vandalismo, mas uma ação contra a sacralidade dos lugares santos e da fé das pessoas”.




“Na Terra Santa há uma fé profunda e uma cultura. Devemos viver junto com a diversidade de crenças. É absolutamente necessário que aceitemos os outros, que aceitemos cada pessoa em nossa diversidade”, manifestou.



Além de condenar este atentado, o Patriarcado Latino de Jerusalém afirmou que é necessário promover uma educação de “respeito às diferenças religiosas e culturais das pessoas”.

O mosteiro de Beit Jimal pertence aos monges salesianos desde o final do século XIX. Esta não foi a primeira vez que o lugar foi atacado.





Em dezembro de 2015, alguns vândalos quebraram várias cruzes e lápides do cemitério do mosteiro.

Via ACI
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários