Sendo católico, posso recorrer ao espiritismo e usar métodos de adivinhações?


Na Sagrada Escritura, Deus, proíbe explicitamente qualquer forma de adivinhação e magia: 


"Não recorrais aos que evocam os espíritos, nem consulteis os adivinhos, para não vos tornardes impuros. Eu sou o Senhor vosso Deus". (Lv 19,31)


"Quando tiveres entrado na terra que o Senhor teu Deus te dá, não imites as práticas abomináveis dessas nações. Não haja em teu meio quem faça passar pelo fogo o filho ou filha, nem quem use a feitiçaria; nem quem recorra à magia, consulte oráculos, interrogue espíritos ou evoque os mortos. Pois o Senhor abomina quem se entrega a tais práticas. É por tais abominações que o Senhor teu Deus deserdará diante de ti estas nações". (Dt 18, 9-12)

No Catecismo da Igreja Católica, também deixa muito claro:

§2116: Todas as formas de adivinhação hão de ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas que erroneamente se supõe "descobrir" o futuro. A consulta aos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e da sorte, os fenômenos de visão, o recurso a médiuns escondem uma vontade de poder sobre o tempo, sobre a história e, finalmente, sobre os homens, ao mesmo tempo que um desejo de ganhar para si os poderes ocultos. Essas práticas contradizem a honra e o respeito que, unidos ao amoroso temor, devemos exclusivamente a Deus.

§2117: Todas as práticas de magia ou de feitiçaria com as quais a pessoa pretende domesticar os poderes ocultos, para colocá-los a seu serviço e obter um poder sobrenatural sobre o próximo - mesmo que seja para proporcionar a este a saúde - são gravemente contrárias à virtude da religião. Essas práticas são ainda mais condenáveis quando acompanhadas de uma intenção de prejudicar a outrem, ou quando recorrem ou não à intervenção dos demônios.




Portanto, qualquer forma de magia ou adivinhação, implica sempre em um pacto com o demônio e de nenhum modo é lícito aos homens recorrer à ajuda dos demônios por meio de pactos tácitos ou expressos.



Em 1953, os Bispos do Brasil disseram que o espiritismo é o desvio doutrinário "mais perigoso" para o país, uma vez que nega não apenas uma ou outra verdade da nossa fé, mas todas elas, tendo no entanto, a cautela de dizer-se cristão, de modo a deixar, a católicos menos avisados, a impressão erradíssima de ser possível conciliar catolicismo com espiritismo. 

O espiritismo nega pelo menos 40 verdades da fé cristã:

01- nega o mistério, e ensina que tudo pode ser compreendido e explicado.
02- nega a inspiração divina da Bíblia.
03- nega o milagre.
04- nega a autoridade do Magistério da Igreja.
05- nega a infalibilidade do Papa.
06- nega a instituição divina da Igreja.
07- nega a suficiência da Revelação.
08- nega o mistério da Santíssima Trindade.
09- nega a existência de um Deus Pessoal e distinto do mundo.

10- nega a liberdade de Deus.
11- nega a criação a partir do nada.
12- nega a criação da alma humana por Deus.
13- nega a criação do corpo humano.
14- nega a união substancial entre o corpo e a alma.
15- nega a espiritualidade da alma.
16- nega a unidade do gênero humano.
17- nega a existência dos anjos.
18- nega a existência do demônio.
19- nega a divindade de Jesus.
20- nega os milagres de Cristo.

21- nega a humanidade de Cristo.
22- nega os dogmas de Nossa Senhora.
23- nega nossa Redenção por Cristo ( é o mais grave ).
24- nega o pecado original.
25- nega a graça divina.
26- nega a possibilidade do perdão dos pecados.
27- nega o valor da vida contemplativa e ascética.
28- nega toda a doutrina cristã do sobrenatural.
29- nega o valor dos Sacramentos.
30- nega a eficácia redentora do Batismo.

31- nega a presença real de Cristo na Eucaristia.
32- nega o valor da Confissão.
33- nega a indissolubilidade do Matrimônio.
34- nega a unicidade da vida terrestre.
35- nega o juízo particular depois da morte.
36- nega a existência do Purgatório.
37- nega a existência do Céu.
38- nega a existência do Inferno.
39- nega a ressurreição da carne.
40- nega o juízo final.





O pecado dessas práticas é contra o primeiro mandamento da lei de Deus:

"Amar a Deus sobre todas as coisas"

Via Rainha dos Anjos
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS


Comentários