“Jesus me curou. Agora eu dedico a Ele a minha vida!”

25 anos: um dos párocos mais jovens da Itália se consagrou a Deus após uma grave doença na infância

Em tempos de crise vocacional, a especial história do pe. Filippo Dibello se torna mais especial ainda.



Quando criança, ele quase morreu por causa de uma grave doença respiratória. Rezou pedindo a Jesus a graça da cura e, poucos anos mais tarde, lhe prometeu que, se sobrevivesse, entregaria sua vida a Ele. E foi exatamente assim que aconteceu.
“Eu senti com força a Sua presença”
O agora padre Filippo tem apenas 25 anos e, neste último dia 30 de outubro, celebrou a sua primeira missa como pároco de Monopoli, na província italiana de Bari.
Ainda não ‘caiu a ficha’”, declarou ele, radiante, à Gazzetta del Mezzogiorno (31 de outubro). “Naqueles momentos eu senti com força a presença do Senhor”, comenta o jovem padre, acrescentando que o seu percurso até o sacerdócio “é a escolha de um caminho compartilhado com Deus”.


A doença aos 6 anos de idade
O pequeno Filippo sofreu uma grave doença respiratória que pôs a sua vida em perigo quando ele tinha 6 anos de idade. O menino chegou até a ficar em coma e sua família e amigos temiam que ele não sobrevivesse.
Ao despertar do coma, Filippo pediu a Jesus que o curasse. Quando foi ficando maiorzinho, percebeu que lhe surgia na mente um pensamento forte: “Se Jesus me salvou, então eu vou dedicar a minha vida a Ele“.


A namorada ou o seminário?
No seu processo de amadurecimento, Filippo contou com a orientação do pe. Pasquale Vasta, inesquecível sacerdote da sua cidade. Já adolescente, também teve a sua primeira namorada. Mas a decisão foi clara, responsável e consciente: depois do ensino médio, ele entrou decidido no seminário diocesano e, em seguida, na Faculdade Teológica da Apúlia, em Molfetta.
Vesti a batina motivado pelo amor a Deus e aos outros“, resume o jovem sacerdote, em seu lema pessoal de vida.

Via Aleteia
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Comentários

LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: