Em agosto, poderia ver cair do céu as “lágrimas de São Lourenço”


Olhar as estrelas poderia não ser a primeira coisa que vem à mente de um católico quando pensa em São Lourenço, que foi martirizado pelos romanos em uma grelha.



Mas, no mês de agosto, com frequência, os católicos têm a oportunidade de ver uma chuva de meteoros que leva o nome em honra a este santo.
As Perseidas, também chamadas as “lágrimas de São Lourenço”, são uma chuva de meteoros associados ao cometa Swift-Tuttle, que libera poeira e detritos na órbita terrestre durante sua órbita de 133 anos ao redor do sol.
O cometa em si mesmo não apresenta uma ameaça imediata à terra, pelo menos não durante vários milhares de anos.
Enquanto a Terra orbita o sol, atinge pedaços de detritos deixados pelo cometa, fazendo com que queimem na atmosfera do planeta.
Isso causa uma prolífica chuva de meteoros que pode ser vista com mais clareza no hemisfério norte, do final de julho até meados de agosto, com um pico habitual por volta do dia 10 de agosto, Festa de São Lourenço.
Durante este pico, a taxa de meteoros alcança 60 ou mais por hora.
O nome Perseidas vem do ponto do céu de onde parecem vir, o radiante, localizado na constelação Perseu, chamada assim por causa de um personagem da mitologia grega.


O nome “lágrimas de São Lourenço” surgiu pela associação com a festividade e as lendas que foram construídas após a morte do santo.
São Lourenço foi martirizado no dia 10 de agosto de 258, em meio à perseguição do imperador romano Valentino, junto com outros membros do clero católico de Roma. O santo foi o último dos sete diáconos a morrer.
Depois que o Papa Sisto II foi martirizado em 6 de agosto, Lourenço se tornou a principal autoridade na Igreja em Roma, tendo sido tesoureiro da Igreja.
Quando foi convocado diante do carrasco, foi ordenado que trouxesse todas as riquezas da Igreja com ele. Apresentou-se com alguns aleijados, pobres e enfermos. Quando foi interrogado, respondeu que “estes são a verdadeira riqueza da Igreja”.
São Lourenço foi imediatamente enviado à sua morte, sendo queimado vivo em uma grelha. A lenda sustenta que algumas de suas últimas palavras foram uma brincadeira sobre o método de sua execução, pois disse aos seus assassinos: “Vira-me, que já estou bem assado deste lado”.


Os católicos começaram a chamar a chuva de meteoros de “lágrimas de São Lourenço”, embora o fenômeno celestial preceda a vida e morte do santo.
Algumas tradições italianas sustentam que os pedaços ardentes dos detritos vistos durante a chuva de meteoros representam os carvões que mataram São Lourenço.
Qualquer pessoa no hemisfério norte deve poder ver as “lágrimas de São Lourenço”, especialmente após a meia-noite de 11 para 12 de agosto deste ano. Os meteoros cairão a partir de diferentes pontos do céu e não a partir de uma determinada direção.
Para uma melhor visão, recomenda-se ir a uma zona rural, longe da contaminação de luz.

Via ACI
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Comentários