Denúncia: Igreja na Paraíba celebra Missa com maçons


No dia 18 de agosto de 2017, a Catedral Nossa Senhora da Piedade, pertencente a Diocese de Cajazeiras no estado da Paraíba, celebrou uma Santa Missa em homenagem ao Dia do Maçom; a celebração foi feita pelo padre Silvio Souza, da congregação da Sagrada Face.



Segundo informações obtidas por fieis, eles ainda não sabem se o bispo diocesano, Dom Francisco de Sales está sabendo desta cerimônia. 

A Maçonaria é condenada pela Igreja desde os seus princípios magisteriais, no século XVIII os Papas condenaram abertamente a relação entre Igreja x Maçonaria; como também reafirmaram a condenação no século XIX. O antigo Código de Direito Canônico (1917), a Igreja declarava excomunhão a todos que fizessem parte da maçonaria, mas na atual redação, após uma fórmula refeita, a Igreja proíbe que os maçons possam comungar. 




Podemos ver tais condenações nas encíclicas: "In Eminenti" do Papa Clemente XII, também na encíclica "Humanus genus" do Papa Leão XIII, onde eles afirmam as doutrinas anticristãs das sociedades maçônicas. A condenação mais recente a maçonaria foi feita no ano de 1983 pelo Cardeal Joseph Ratzinger (Papa Bento XVI) com a Declaração sobre a Maçonaria onde diz-se: "...Permanece portanto imutável o parecer negativo da Igreja a respeito das associações maçônicas, pois os seus princípios foram sempre considerados inconciliáveis com a doutrina da Igreja e por isso permanece proibida a inscrição nelas. Os fiéis que pertencem as associações maçônicas estão em estado de pecado grave e não podem aproximar-se da Sagrada Comunhão..."

Fotos: Facebook Ordem Demoday e Maçonaria
Entre em contato: 

Mitra Diocesana de Cajazeiras
R. Padre Rolim, 571 - Centro (PB)
CEP: 58900-000
TEL: (83) 3531-1335






Nunciatura Apostólica do Brasil
Excelência Reverendíssima Dom Giovanni D'Aniello, Núncio Apostólico
Av. das Nações, Quadra 801 Lt 01
CEP: 70401-900, Brasília - DF
Cx Postal: 0153 Cep: 70359-916 Brasília - DF
Fones: (61) 3223-0794 ou 3223-0916
Fax: (61) 3224-9365
Email: nunapost@solar.com.br

Via Escolástica da Depressão



COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS



Comentários

Patrício Lima disse…
Esta semana fui procurado por um jornal institucional. visando descobrir “os segredos” e se realmente o demônio faz parte da Maçonaria. veio a pergunta final: – É verdade que o Maçom mata?

Respirei fundo e respondi:
– SIM, É VERDADE, O LEGÍTIMO MAÇOM MATA!

Vocês precisavam ver o brilho nos olhos e o movimento de acomodação nas cadeiras dos interlocutores.
Continuei:
– O Maçom Alexander Fleming ao descobrir a penicilina matou e ainda mata milhões de bactérias, mas permite a vida continue para muitos seres humanos.

– O Maçom Charles Chaplin com a poderosa arma da interpretação e sem ser ouvido, matou tanta tristeza, fez e ainda faz nascer o sorriso da criança ao idoso.

– O Maçom Henri Dunant ao fundar a Cruz Vermelha matou muita dor e abandono nos campos de guerra.

– O Maçom Wolfgang Amadeus Mozart em suas mais de 600 obras louvou a vida.

– O Maçom Antonio Bento foi um grande abolicionista que junto com outros maçons, além da liberdade, permitiram a continuidade da vida a muitos escravos.

– O Padre Feijó, o Frade Carmelita Arruda Câmara e o Bispo Azeredo Coutinho, embasados nas Sagradas Escrituras e como legítimos maçons, desenvolveram o trabalho sério de evangelização e quem sabe assim mataram muitas iniquidades.

– O Maçom Baden Powell ao fundar o Escotismo pregava a morte da deslealdade, da irresponsabilidade e do desrespeito.

– O Maçom Billy Graham foi o maior pregador Batista norte-americano e com seu trabalho matou muita aflição e desespero.

– O legítimo Maçom não é o homem que entrou para a Maçonaria, mas aquele que a Maçonaria entrou dentro dele.

– Houve e há Maçons em todos os seguimentos da sociedade e todos com o mesmo propósito; fazer nascer uma nova sociedade, mais justa e perfeita, lógico sem esquecer que o MAÇOM MATA, principalmente o preconceito e a tirania.