Mesmo sabendo que seu bebê não sobreviveria, mãe continua gestação para doar seus órgãos


Será que você teria coragem de fazer o mesmo? Convenhamos que não é uma tarefa nem um pouco fácil, mas foi a decisão que Keri Young, ao lado do marido Royce, tomou, como já contamos para você aqui.



Há alguns meses, o casal descobriu que a menininha que esperavam nascer não sobreviveria, já que nasceria com uma condição chamada anencefalia, um defeito de nascença que implicaria em um cérebro não desenvolvido e um crânio incompleto.
Mesmo assim, isso não impediu a mãe de continuar a gestação, afinal seus órgãos poderiam ser doados para aqueles que mais precisavam.


Agora, meses depois, nasceu Eva. "Nós dissemos olá e adeus para nossa Eva ontem'', disse Keri em uma foto ao lado de Royce e o filho, Harrison, no Instagram. ''Ela era tão perfeita em seu pequeno modo de ser. Eu irei compartilhar mais sobre sua incrível história depois.''


"Eva terá uma vida mesmo que seja curta'', teria dito Keri após sua decisão em continuar a gravidez. ''Ela irá doar tudo o que poder e fará mais coisas do que eu neste tempo na terra... Nós não estamos esperando por um milagre. Nós sabemos que ela não sobreviverá. Mas outra pessoa está desesperadamente esperando por um milagre. Seus rins estão falhando. Seu fígado os traiu. Eles merecem viver e eles estão provavelmente rezando por isso. Eva pode ser a resposta deles para isso.''


Realmente uma decisão que mudará milhares de vidas. O que você achou deste ato? 

Via Best Of Web
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS 


Comentários