Madre Teresa deu seu parecer há muitos anos sobre o que é o aborto, mas todos haviam esquecido


Você já ouviu falar no The National Prayer Breakfast? Não? É um café da manhã que acontece em todas as primeiras quintas-feiras de fevereiro, em Washington, capital dos Estados Unidos.



Nele, nomes importantes como o Presidente, a Primeira-Dama, o Congresso dos Estados Unidos e cerca de outras 3.500 pessoas são convidadas. Um dos presentes deve ser palestrante do evento e, após 23 anos, o que foi dito pela oradora do ano de 1994, voltou a tona.
No café daquele ano, a convidada era ninguém mais, ninguém menos do que Madre Teresa de Calcutá. Em seu discurso, ela quis colocar em pauta um assunto que precisa ser conversado: o aborto.
Para a freira, essa é a principal causa da destruição da paz no mundo, pois, além de ser uma guerra contra a criança, também é uma matança direta a bebês inocentes, assassinados pela própria mãe.
Claro que houve uma discussão naquele momento sobre o aborto poder ou não poder ser comparado a assassinato. Madre Teresa deixa claro que isso vai muito mais além do que matar um bebê, pois, além disso, é uma forma de rejeição física e espiritual.


Certa vez, Jesus disse: "se você receber uma criança, você recebe a mim". Usando isso, a freira rebate que a negação de uma criança, é a negligência de receber Jesus e também rejeitar o dom de Deus a uma família.
Madre acredita que qualquer país que aceita o aborto, está na verdade, ensinando seu povo a usar qualquer violência para conseguir o que quer, ao invés de usar o amor. Ela continua dizendo que Jesus deu sua vida por nós e por nos amar, então, a mãe que pensa em abortar, deve aprender a amar e respeitar a vida de seu filho.
Madre Teresa de Calcutá foi beatificada em 19 de outubro de 2003, após um milagre ocorrido com Monica Besra, uma indiana que afirma ter sido curada inexplicavelmente de um câncer no estômago, atribuindo à intercessão da Madre.


Mas, somente em setembro de 2016, foi oficialmente proclamada como santa pelo Papa Francisco após a Igreja Católica aprovar a cura do brasileiro Marcílio Haddad Andrino, que estava em coma devido a abscessos no cérebro e hidrocefalia.
Agora, Madre Teresa está com Jesus, mas suas palavras ainda são relevantes para a política mundial. A freira sempre quis ver o amor prevalecer, pois amar o próximo nunca se tornará um tema ultrapassado. Pelo contrário, sempre deve estar cada vez mais presente na vida de todos nós. 

Via Best Of Web
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Comentários