'Ela era a mãe que eu sempre sonhei, mas ela não me quis e me abortou...' Forte, esta carta merece ser lida


Na web, circula um relato - forte, por sinal - que expõe como seria a visão daquele que é o lado que, infelizmente, não é capaz de se manifestar: o da criança. Enquanto tanto se fala na questão de ser ou não pecado, de ser ou não escolha, como fica o feto?



A mensagem é poderosa. E vale muito a pena ler.
"Era uma vez um casal amoroso que, dia após dia, curtia a sua paixão, até que a mulher se deu conta de que estava grávida. De repente, em seu útero, uma nova vida se formava.
'Oi, mamãe, como você está? Estou muito feliz que você será minha mãe! Me sinto muito orgulhoso em saber que fui concebido com muito amor e serei a criança mais querida por vocês, meus pais. Passou um mês e meio desde que vocês me criaram e percebo que meu corpo está passando por muitas mudanças.
Sei que ainda não sou tão bonito quanto vocês, mas a cada dia que passa, me pareço um pouco mais semelhante. Aliás, estou muito feliz, mas eu percebi que a mamãe anda meio triste e isso me preocupa, porque não tenho conseguido dormir muito bem. Mas tenho fé que isso logo vai passar, porque te amo muito, mamãe.
Se passaram dois meses e me sinto muito alegre, pois minhas mãos nasceram e estou muito ansioso para poder sair e tocar seu doce rosto.


Você está chorando todas as noites... diga para mim o que está acontecendo, mãe. Escuto você e o papai discutindo e que não me querem junto a vocês.
Passou mais um mês e você continua muito desanimada, mãe. Sou muito pequeno para entender o que está acontecendo e isso me confunde muito.
Mamãe, hoje fomos ao médico e foi pedido para você voltar um pouco mais tarde. Aconteceu alguma coisa? Porque estou me sentindo muito bem de saúde.
Mãe, por que estão colocando você para dormir? É tão cedo! Quero ficar acordado mais um pouco e aproveitar todas essas mudanças que estão acontecendo em meu pequeno corpo.
Oh! Mamãe, já está na hora de sair, por acaso? Porque sinto que estão empurrando a minha casa. E agora eles estão destruindo a minha cama e ainda não estão me puxando para fora.
Ei! Essa é a minha mãozinha! Pare, deixe ela aqui, por favor! Mãe... alguém me ajude, por favor, sou muito fraco para me defender. Mãe, me ajude! Não deixe que me matem! Mamãe..."




Forte, não é mesmo?
"Se passaram 10 anos, te olho daqui do céu e parece que você não se arrependeu da decisão que tomou. Mas eu te perdoo, mamãe. E apesar de tudo, estarei te esperando para te dar um abraço e um beijo."
Há decisões que não podem ser tomadas de cabeça quente ou pensadas sob a ótica da política, da religião e, principalmente, do orgulho. Aborto realmente é uma opção que vale em qualquer caso?

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS NO FACEBOOK:  

Comentários

NOSSO APLICATIVO: