Nossa Senhora Aparecida e alguns de seus primeiros milagres

O cavaleiro e a marca da ferradura

Um cavaleiro de Cuiabá, passando por Aparecida, ao se dirigir para Minas Gerais, viu a fé dos romeiros e começou a zombar, dizendo que aquela fé era uma bobagem. Quis provar o que dizia entrando a cavalo na igreja. Logo na escadaria, a pata de seu cavalo se prendeu na pedra da escada da igreja (Basílica Velha), vindo a derrubar o cavaleiro de seu cavalo. Após o incidente, a marca da ferradura ficou cravada na pedra. O cavaleiro arrependido, pediu perdão e se tornou devoto da santa.



A menina cega

Mãe e filha caminhavam às margens do Rio Paraíba do Sul (onde a imagem apareceu para os três pescadores), quando surpreendentemente a filha cega de nascença comenta surpresa com a mãe: “Mãe como é linda esta igreja”. Daquele momento em diante a menina começa a ver.





O menino no rio

Pai e filho saem para pescar. Durante a pescaria, com a correnteza muito forte, e por um descuido qualquer, o menino caiu no rio. Por não saber nadar, a correnteza arrastava o menino cada vez mais rápido, e o pai desesperado pediu à Nossa Senhora Aparecida para salvar o menino. De repente o corpo do menino parou de ser arrastado, mesmo em meio a forte correnteza que avançava, e o pai salvou o menino.

O homem e a onça

Um homem estava voltando para sua casa quando se deparou com uma onça selvagem. Ele se viu encurralado, e a onça entrou em posição de ataque. Neste momento o homem pediu desesperado a Nossa Senhora Aparecida para resguardar sua vida. Milagrosamente, a onça desistiu do ataque, se virou e foi embora.

Via Churchpop
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS NO FACEBOOK 
CLICANDO NO BOTÃO COMPARTILHAR ABAIXO: