Novena a São Frei Galvão, o homem da paz e da caridade


Sinal da cruz
Pedido ou agradecimento (faça nos comentários desta postagem)

Jaculatória:

São Frei Galvão, rogai por nós!



Oração para todos os dias

Santíssima Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo –, eu Vos adoro, louvo e dou graças pelos benefícios que me fizestes. Peço-Vos, por tudo que fizeste e sofreste o Vosso servo Frei Galvão, que aumenteis em mim a fé, a esperança e a caridade, e Vos dignaste conceder-me a graça que ardentemente almejo. Amém.
No fim de cada dia da novena, faz-se a oração a São Frei Galvão.
São Frei Galvão, Deus fez em ti maravilhas e, por meio de ti, anunciou o Evangelho do amor, do acolhimento e da misericórdia para com os mais fracos e sofredores.
Com o coração agradecido à nação brasileira por tão grande dom, nós te pedimos: intercede por nós junto a Deus, para que possamos vivenciar, na comunidade eclesial, os valores evangélicos que, de modo tão heroico, viveste.
Dá-nos a coragem e a perseverança na fé e abertura ao Espírito Santo de Deus, para que possamos ser sal da terra e luz do mundo. Amém.
Pai-Nosso, 
Ave-Maria,
Glória ao Pai;


O Santo

Santo Antônio de Sant’Anna Galvão ficou conhecido como “o homem da paz e da caridade”. Antônio de Sant’Anna Galvão nasceu, no dia 10 de maio de 1739, na cidade de Guaratinguetá (SP), e foi o primeiro santo brasileiro.
Frei Galvão é o religioso cujo coração é de Deus, mas as mãos e os pés são dos irmãos. Toda sua pessoa era caridade, delicadeza e bondade: testemunhou a doçura de Deus entre os homens. Era o homem da paz.
O dia 25 de outubro, dia oficial do santo, foi estabelecido, na Liturgia, pelo saudoso Papa João Paulo II, na ocasião da beatificação de Frei Galvão, em 1998, em Roma. Com a canonização do primeiro santo que nasceu, viveu e morreu no Brasil, a 11 de maio de 2007, o Papa Bento XVI manteve a data de 25 de outubro.
Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, rogai por nós!
COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS NO FACEBOOK  CLICANDO NO BOTÃO COMPARTILHAR ABAIXO: