‘Celebridades’ fazem fila para encontrar o Papa Francisco.


Nicolas Sarkozy, ex-presidente da França, e sua esposa, Carla Bruni Sarkozy, reuniram-se com o Papa Francisco dias atrás. E enquanto o pontífice e o político provavelmente falaram sobre questões espirituais, eles podem ter falado sobre outras coisas também.
Sarkozy, que saiu da presidência em 2012, pode correr para recuperar o cargo em 2017. Católico, Sarkozy tem extenso cortejo político dos irmãos na fé – embora alguns católicos critiquem sua menos do que piedosa vida pessoal. Ele se divorciou duas vezes, e seu casamento com Carla Bruni, ex-modelo, causou polêmica, devido à trajetória de trabalho dela, incluindo posar nua. Na verdade, quando Sarkozy marcou uma reunião com o Papa Bento XVI em 2010 (talvez, alguns especularam, em um esforço para fortalecer seus números nas pesquisas com católicos franceses), funcionários do Papa enviaram ao embaixador francês uma mensagem dizendo: “Carla Sarkozy não é bem-vinda no Vaticano”.
Tal mensagem não foi enviada desta vez. O Papa Francisco promove uma imagem mais aberta, e a mudança de tom tem ressoado entre os católicos e não católicos. O Papa tornou-se, para melhor ou pior, uma estrela pop e, como tal, não é surpreendente que políticos e celebridades estejam clamando por uma reunião, uma benção ou até mesmo um aceno do pontífice.
Mas por que que eles querem se encontrar com o Papa? As razões podem ser tão complexas quanto as próprias pessoas.
Algumas celebridades, naturalmente, estão procurando uma oportunidade de falar com o Papa sobre questões ou causas de particular interesse para elas. É normal visitar líderes mundiais, e o pontífice é um chefe de Estado. Mas isso se estende a habitantes de Hollywood também – muitos dos quais estão envolvidos com seus próprios projetos especiais de caridade. Uma audiência com o Papa pode ajudar a impulsionar o perfil dessas instituições de caridade, dando-lhes uma maior autoridade moral, possivelmente adicionando publicidade.
O lendário roqueiro Bono Vox fez muita publicidade quando se encontrou com o Papa João Paulo II em 1999, em um esforço para pedir aos países ricos que cancelassem a dívida dos países do terceiro mundo. Ele deu para o Papa experimentar seus famosos óculos de sol. Às vezes, uma audiência papal pode até aumentar o impacto de um filme de fé: Angelina Jolie foi convidada para ir ao Vaticano no contexto do filme Unbroken (Invencível) em 2015.
Para outros que são profundamente católicos, encontrar o líder espiritual da Igreja é grandioso.
Mas outros ainda são atraídos pelo homem que ele é, por razões que,eles mesmos se esforçam para explicar. Isto parece particularmente verdade na era do Papa Francisco. Seu calor pessoal e óbvia paixão pelos direitos humanos têm deixado muitas estrelas fascinadas. Kerry Washington, atriz protagonista do seriado Scandal, enfrentou multidões como todo mundo quando o Papa Francisco foi visitar os Estados Unidos em 2015, postando uma foto borrada do Papa em uma rua de Washington DC. Ela, assim como tantos outros, simplesmente queria ver o homem. “Papa Francisco poderia ser a minha celebridade”, ela twittou, adicionando a hashtag “#ImNotEvenCatholic”.
Ela não é a única que tem elogiado o Papa, apesar das diferenças religiosas. Todos, desde Jane Fonda até Elton John, têm oferecido seus elogios. “Eu posso ser louco, mas eu tenho esse sentimento estranho que o novo Papa pode ser o maior homem vivo”, o comediante Chris Rock twittou logo após Francisco ter sido nomeado 266º Papa da Igreja. Judeu, Jon Stewart, ex-âncora muito querido do The Daily Show, brincou com Francisco, “OK, é isso. Eu estou me convertendo”.
O que quer que motive alguém a encontrar o Papa, talvez as verdadeiras razões possam ocorrer muito mais profundamente do que eles sequer percebam. Eles podem querer a sua opinião sobre um assunto importante ou sua benção para um empreendimento de caridade. Mas há uma fome espiritual em todos nós, mesmo se sentida apenas vagamente ou ignorada. Há um desejo de tocar o transcendente – de conhecer Deus, e para que Deus nos conheça. Talvez para alguns, há mais em jogo em uma audiência papal do que simplesmente ganhar publicidade ou até mesmo encontrar um homem admirável: através do Papa, talvez, eles comecem a ver uma sugestão do Deus que ele adora e suas vidas podem ser mudadas para sempre.
Aqui estão algumas celebridades que já encontraram com o Papa – mesmo que de longe.
Angelina Jolie
08 Jan 2015, Rome, Italy --- Pope Francis meeting with US actress and UNHCR ambassador Angelina Jolie, Jan. 8, 2015. Jolie presented to Pope Francis her second movie Unbroken during a private screening at the Vatican.EDITORIAL USE ONLY NO COMMERCIAL. ©Osservatore Romano --- Image by © Osservatore Romano/CorbisL’Osservatore Romano | Corbis
Ela se encontrou com o Papa durante a exibição do filme Unbroken no Vaticano – o longa conta a história de Louis Zamperini, um corredor olímpico que, depois que seu avião caiu no oceano durante a Segunda Guerra Mundial, sobreviveu 47 dias à deriva e vários anos em um campo de prisioneiros japonês. Mais tarde, ele se tornou cristão. “Unbroken ser convidado para exibição no Vaticano foi uma honra e um tributo ao legado de Louie como homem de fé e alguém que exemplifica o poder do perdão e da força do espírito humano”, disse Jolie.
Russell Crowe
O ator australiano que ganhou um Oscar por seu personagem em Gladiador pediu ao Vaticano em 2014 se ele podia se encontrar com o Papa na exibição do filme,Noah (Noé). O Vaticano se recusou a uma reunião privada, mas permitiu que ele e os outros dos bastidores se encontrassem brevemente com o Papa Francisco em um ambiente mais público.
Lionel Messi
VATICAN CITY, VATICAN - AUGUST 13: Pope Francis exchanges gifts with Gianluigi Buffon of Italy and Lionel Messi of Argentina (R) during a private audience at The Vatican on August 13, 2013 in Vatican City, Vatican. (Photo by Claudio Villa/Getty Images)
Claudio Villa | Getty Images
Uma das maiores estrelas do futebol foi convidada, juntamente com outros jogadores de equipes nacionais da Argentina e Itália, para se encontrar com o Papa Francisco no Vaticano. Lá, o pontífice encorajou-os a lembrar de suas responsabilidades como testemunhos. “Vocês jogadores de futebol são populares e as pessoas os seguem”, disse o Papa Francisco. “Vocês têm uma responsabilidade social. Mais do que ser campeões, vocês são homens; portadores da humanidade”.
Mark Wahlberg
PHILADELPHIA, PA - SEPTEMBER 26: Actor Mark Wahlberg (C) speaks as Pope Francis (L) speaks during the Festival of Families on September 26, 2015 in Philadelphia, Pennsylvania. Pope Francis is wrapping up his trip to the United States with two days in Philadelphia where he will attend the Festival of Families and will meet with prisoners at the Curran-Fromhold Correctional Facility. (Photo by Carl Court/Getty Images)Carl Court | Getty Images
Quando o Papa Francisco visitava a Filadélfia para o Encontro Mundial das Famílias, o ator católico falou na cerimônia.
Oprah Winfrey
A apresentadora do talk show/magnata da mídia foi convidada, juntamente com uma série de outros luminares proeminentes de Hollywood, para um encontro especial no Vaticano sobre como melhorar a imagem da Igreja nos meios de comunicação ocidentais. Essa reunião ainda vai acontecer, mas Oprah parece ser fã de Francisco. “Eu apoio seu trabalho com a mais alta estima”, disse ela quando o Papa foi aos Estados Unidos em 2015.
Joseph Fiennes
Actor Joseph Fiennes, right, and his wife Maria Dolores Dieguez hold their two daughters as they greet Pope Francis in St. Peter's Square, at the Vatican, Wednesday, Feb. 3, 2016. Fiennes is in Rome to present his film Risen, based on the Biblical story of the Resurrection of Jesus. (L'Osservatore Romano/Pool Photo via AP)L’Osservatore Romano | Associação Photo | AP
Enquanto estava em Roma para promover seu filme Risen(Ressurreição), Fiennes, sua esposa e duas filhas conheceram o Papa após a audiência geral. “Você é incrível”, disse o ator a ele.
Eva Longoria
A atriz, talvez melhor conhecida por seu trabalho em Desperate Housewives, viajou para Washington DC com sua irmã, Liza, para ouvir o Papa falar em 2015. Ela disse a seus seguidores no Twitter: “Um ano atrás, eu perguntei a minha irmã Liza ‘quem mais você deseja encontrar no mundo?’ Ela disse ‘o Papa’. E aqui estamos nós! #PapaFrancisco #Abençoado #DC”.
Tim Cook
Pope Francis exchanges gifts with Apple CEO Tim Cook, during a private audience at the Vatican, Friday, Jan. 22, 2016. (L'Osservatore Romano/Pool Photo via AP)
L’Osservatore Romano | Associação Photo | AP
O CEO da Apple, a maior empresa do mundo, reuniu-se com o Papa Francisco por 15 minutos no Dia Mundial das Comunicações Sociais. Embora Francisco admita que seja um “dinossauro” quando se trata de tecnologia, ele gostaria que a internet fosse uma fonte para o bem no mundo. “A internet pode ser usada com sabedoria para construir uma sociedade saudável e aberta à partilha”, disse o Papa Francisco.
Leonardo Dicaprio
28 Jan 2016, Rome, Italy --- Leonardo DiCaprio met with Pope Francis at the Vatican on January 28 2016 and was presented with leather-bound copies of the Pope's two encyclicals.The film star, a passionate environmentalist like Pope Francis, thanked the Pope in Italian for the meeting and kissed his ring. He offered Francis a book of works by the 15th-century Dutch painter Hieronymus Bosch, and pointed to a reproduction of a triptych that hung over his crib when he was a child. The triptych, "The Garden of Earthly Delights", shows the Garden of Eden on one side and the Last Judgment on the other and a landscape of bodies in the middle. DiCaprio also gave the Pope a cheque – from his charity, the Leonardo DiCaprio Foundation – to use for whichever charitable purpose he wished. CREDIT SHOULD READ ©L'OSSERVATORE ROMANO. RESTRICTIONS: EDITORIAL USE ONLY NO COMMERCIAL USAGE GRANTED. --- Image by © L'Osservatore Romano/L'Osservatore Romano/CorbisL’Osservatore Romano | Corbis
O ator premiado com o Oscar por seu personagem em The Revenant (O Regresso) reuniu-se com o Papa Francisco no início deste ano, cumprimentando-o em italiano. Ele deu para o pontífice um cheque para a Igreja usar em causas ambientais, bem como um livro cheio de pinturas do século 15 do pintor Hieronymus Bosch. O Papa fez para o ator um pedido. “Reze por mim”, disse Francisco. “Não se esqueça”. “Eu vou rezar”, disse DiCaprio. “Obrigado”.
Fonte: Aleteia

LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: