Vândalos jogam tinta imitando sangue sobre imagem da Virgem Maria


Uma imagem da Santíssima Virgem Maria, localizada na fachada da cúria da diocese de Villarrica, no sul do Chile, foi atacada por desconhecidos que jogaram tinta vermelha na escultura religiosa.



Parece que o fato ocorreu entre 6:30 e 7:30 da manhã desta terça-feira. Os vizinhos que participam diariamente das missas celebradas na capela da sede da diocese denunciaram a situação imediatamente e pediram ajuda.

O Bispo de Villarrica, Dom Francisco Javier Stegmeier, assinalou: “Este tipo de vandalismo é um sinal de intolerância que pretende ferir o povo católico em um país onde existe liberdade religiosa”.

Dom Stegmeier insistiu aos fiéis: “Rezem de maneira especial por estas pessoas, pela conversão deles” e convidou fiéis “a unir-se a um gesto de reparação no lugar onde está localizada a imagem da Virgem Maria”.

Às 18:00 horas da última terça-feira, a comunidade do Seminário Maior São Fidel rezou na fachada do edifício episcopal acompanhado de paroquianos do bairro.



Imagem da Virgem Maria, ‘alvo’ de ataques

Não é a primeira vez que acorrem no Chile este tipo de ataques a imagens religiosas e especialmente marianas. No final do ano 2014, desconhecidos atacaram uma imagem da Virgem Maria na Paróquia Nossa Senhora das Mercês, no bairro ‘Los Castaños’, localizada em Santiago. Em uma entrevista ao Grupo ACI o Pe. Roberto Espejo, pároco de ‘Los Castaños’, lamentou o ataque naquela ocasião: “É uma dor muito grande e uma surpresa. É como quando atacam a nossa própria mãe, uma pessoa que tanto amamos e ficamos indefesos sem poder fazer nada”.

O Pe. Espejo explicou: “Ocorreu um ataque com estas mesmas características, há algum tempo durante este ano com esta mesma imagem, pois está localizada perto de uma avenida qualquer e puderam fazer o que quiseram, aproveitando especialmente a escuridão da noite”.

Também em junho deste ano, desconhecidos lançaram nove bombas ‘molotov’ e bombas de pintura ao Santuário de Lourdes, localizado no bairro Quinta Normal, em Santiago.

Sofreram os maiores danos a entrada da Basílica do Santuário e uma imagem de Cristo na entrada da Gruta de Lourdes. A loja de lembranças também foi danificada.

Também no mês de setembro de 2012, um grupo de desconhecidos destruiu a cabeça da imagem de Santa Teresa dos Andes, a primeira Santa chilena, localizada no museu do Mosteiro do Espírito Santo nessa cidade, na quinta região chilena. Os agressores chegaram ao lugar, pularam a grade da entrada, forçaram a entrada da gruta e destruíram a cabeça da imagem em um dos lugares de maior devoção no país.

Fonte: ACI

Compartilhe em seu Facebook clicando no botão abaixo: 

LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: