Nunca é muito tarde: Uma mensagem do Papa na Quaresma para os católicos afastados da Igreja


Os católicos não praticantes e aqueles que por diversas razões estão afastados da Igreja têm um convite especial do Papa Francisco para “voltar para casa” neste tempo de Quaresma, um momento especial para a conversão e a reconciliação.



“Com muita frequência as pessoas têm medo de voltar para a Igreja ou para o sacramento da Confissão porque sentem que, como estiveram fora por muito tempo, não podem mais voltar”, afirma o Pe. Geno Sylva, encarregado da seção em inglês do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização.

“Esta iniciativa fará com que as pessoas saibam que nunca é muito tarde e que sempre há a possibilidade de voltar”, disse o sacerdote ao Grupo ACI em Roma.



“24 horas para o Senhor” é um evento anual que se realiza na quarta sexta-feira e sábado de Quaresma, que começou no ano passado, sob o auspício do dicastério e animado pelo Papa Francisco que surpreendeu todos ao ser ele o primeiro em confessar-se na Basílica de São Pedro em 2014.

Este ano o evento será realizado nos dias 13 e 14 de março sob o lema “Deus rico em misericórdia”, um tema que “é muito importante para o nosso Santo Padre”, afirma o Pe. Sylva.

O evento, que espera que seja realizado no mundo todo, fará que todas as Igrejas de Roma permaneçam abertas para que os fiéis tenham a possibilidade de confessar-se e de participar da Adoração Eucarística com material preparado especificamente para a ocasião.



O sacerdote recordou que no ano passado teve a oportunidade de confessar na Igreja de Santa Inês da Agonia: “foi incrivelmente emocionante e inspirador ver tanta gente que voltava para o sacramento depois de décadas. Quando lhes perguntava a razão, muitos me disseram que era porque o Papa os havia convidado e efetivamente assim foi. Havia convidado no Ângelus do domingo anterior”. Fonte: ACI

Gostou do artigo? Espalhe para seus amigos no Facebook: compartilhe
Basta clicar no botão compartilhar tão abaixo: