Roberto Bolaños, o Chaves, quase foi abortado e defendia a vida


O humorista mexicano Roberto Gómez Bolaños, que faleceu ontem (28/11/2014) aos 85 anos de idade, conhecido como Chespirito, também ficou famoso por não fugir, como a maioria das celebridades faz, da polêmica sobre o aborto.
Vendo a possibilidade do aborto ser liberado no México, Bolaños gravou uma mensagem para TV dando seu testemunho pessoal e posicionando claramente contrário ao aborto .


A mensagem de Chespirito, conhecido pelos personagens “Chaves” e “Chapolin”, foi transmitida  pela rede Televisa em 2007.

“Olá, sou seu amigo Chespirito. Quando eu estava no ventre da minha mãe, ela sofreu um acidente e ficou à beira da morte. O médico disse: ‘você terá que abortar’. E ela respondeu: ‘abortar, jamais’. Ou seja, defendeu a minha vida, e graças a isso estou aqui”, disse Bolaños na mensagem.


LEIA TAMBÉM:

NOSSO APLICATIVO: