A História do ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


O admirável ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro eu seu significado para a piedade cristã.

O quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é um ícone oriental de beleza e significado admiráveis, consagrado pela piedade e devoção cristãs. Este é o ícone da tradição bizantina mais venerado em todo o mundo, graças à propagação da devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro feita pelos redentoristas. 


A origem do ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é desconhecida. Porém, alguns historiadores afirmam que o quadro foi pintado por uma artista grego, por volta do século XIII ou XIV. De modo geral, o ícone é um sacramental, um sinal da graça divina, e um auxílio para a vida espiritual dos cristãos. Da mesma forma que Jesus Cristo, “Aquele que assume a história humana e torna-se a revelação concreta da Palavra de Deus”, é a imagem de Deus invisível, o ícone é a imagem artística e religiosa de Deus, Transcendente e Invisível, dos anjos e dos santos, que nos leva à oração e à meditação quando o contemplamos.
O significado tradicional do ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nos coloca diante da Mãe da Igreja, que se faz presente em nossas vidas, especialmente nos momentos de sofrimento e tribulação. A Virgem Maria foi representada no ícone a meio corpo, segurando o Menino Jesus nos braços. Neste ícone, tudo tem significado: as cores, as legendas, as atitudes e até mesmo os pequenos detalhes.
Os caracteres gregos são a abreviatura dos nomes das quatro figuras presentes, a Mãe de Deus, seu Filho Jesus Cristo e os arcanjos Gabriel e Miguel. Os dois arcanjos mostram os instrumentos da Paixão: a cana com esponja, a lança, os cravos e a cruz. A cor de ouro do fundo da pintura nos recorda os valores permanentes, dando à moldura do ícone um caráter de eternidade, à qual a Mãe da Igreja quer encaminhar todos os seus filhos.



O Menino Deus, assustado pela visão dos instrumentos de sua Paixão, de seus sofrimentos e de sua morte, lança-se nos braços de sua Mãe. A angústia de Jesus não é demonstrada tanto pela expressão de seu rosto, mas por suas atitudes. Jesus Menino agarra-se à mão que a Mãe lhe estende para confortá-lo e, no movimento brusco, deixa escorregar a sandália do seu pé direito.
Os olhos da Virgem Maria, cheios de compaixão e ternura, voltam-se para nós, que a contemplamos; ela está pronta para socorrer-nos e amparar-nos em qualquer momento, mas particularmente quando nos assustamos por causa do mistério da paixão e da cruz. O olhar materno de Nossa Senhora é um apelo para que nós evitemos o pecado, que foi a causa da morte de seu amado Filho Jesus Cristo.
Assim, o ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nos traz à mente e ao coração a imagem da Mãe de Deus, que acolhe o seu Filho Jesus Cristo e a cada um de nós em seus braços maternos. A Virgem Maria acolhe seu Filho, que está assustado com a imagem dos anjos que seguram os instrumentos de sua Paixão, e acolhe a cada um de nós que por vezes nos assustamos com a nossa participação nos sofrimentos de Cristo. A Mãe da Igreja cuida de cada um de nós, especialmente nos momentos de angústia, de tribulação, de dor e de sofrimento. Por isso, confiemos tudo nas mãos maternas de Maria, na certeza de que ela cuida de nós, como cuidou de seu Filho Jesus Cristo. Olhemos para o rosto materno da Virgem Mãe, que nos convida a evitar todo pecado e a nos entregar com confiança ao desígnio divino da salvação para todos nós. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

RECOMENDAMOS TAMBÉM:
1) Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
2) Oração de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


Via Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS